Litoral

Prefeito diz que cidade de SC não precisa de ‘farofeiros’ e gera polêmica

Governador Celso Ramos quer cobrar de taxa para entrada de turistas.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Uma declaração do prefeito de Governador Celso Ramos, Juliano Duarte Campos, na quinta-feira (3) em um debate em uma rede social gerou polêmica. Um morador de Biguaçu reclamou sobre a possível implantação de uma taxa para turistas entrarem na cidade da Grande Florianópolis e o prefeito respondeu que o município não precisava de "farofeiros", relatou o G1 SC

Governador Celso Ramos quer implantar uma cobrança para visitantes durante todo o ano, diferentemente de Bombinhas que cobra a taxa apenas no verão. O projeto ainda está em tramitação na  Câmara Municipal. Se aprovada, a taxa deve variar entre R$ 10 e R$ 150 por veículo.

As discussões nas redes sociais começaram quando o dentista Bruno Célio questionou em sua página à administração municipal, dizendo que a praia, que para ele não tem muito movimento durante o ano, pode ficar vazia também no verão com a cobrança.

"Prefeito de Ganchos [nome de uma das praias da cidade], tá de brincadeira! Praia já é morta durante o ano e agora quer deixar morto no verão! Imagina se todos municípios decidem cobrar pedágio? Ao invés de progredir querem regredir", disse Bruno.

A postagem rendeu quase 300 comentários, inclusive do próprio prefeito de Governador Celso Ramos, que rebateu dizendo que, se Biguaçu tem belas praias, os moradores da cidade poderiam ficar nelas. E ainda completou sobre quem deveria ir na praia do município.

As informações são do G1 SC