Poder Executivo

Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança

Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança4

Foto: Comunicação Governo do Município de Lauro Müller

O prefeito de Lauro Müller, Valdir Fontanella, recebeu na tarde dessa segunda-feira (13) a visita do Príncipe Imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orléans e Bragança.

O encontro aconteceu no gabinete do Paço Municipal, onde o líder do Executivo Municipal, juntamente com seu vice Pedro Barp Rodrigues, conversou com Dom Bertrand Maria José Pio Januário Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança, o príncipe de Orléans e Bragança, bisneto da princesa Isabel.

Dom Bertrand estava acompanhado pelo presidente do Instituto Histórico e Geográfico das Terras dos Condes – Encosta da Serra Geral, professor Celso de Oliveira Souza, pela professora Edina Furlan Rampineli, pelo professor Lourenço Müller e pelo doutor Gilberto Callado de Oliveira.

“É um prazer muito grande receber em nossa cidade um herdeiro da Família Real”, afirmou o prefeito Valdir, que fez a entrega de um DVD com imagens do município de Lauro Müller, inclusive da belíssima Serra do Rio do Rastro.

Genealogia de Dom Bertrand

Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança5

Foto: Comunicação Governo do Município de Lauro Müller

Dom Bertrand Maria José Pio Januário Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil, nasceu em 2 de fevereiro de 1941 no sul da França, onde o exílio da família imperial brasileira e a II Guerra Mundial retiveram seus pais.

Ele é filho da princesa da Baviera e Imperatriz-Mãe do Brasil, D. Maria Isabel Francisca Teresa Josefa de Wittelsbach e Croy-Solre (1914-2011) e do Príncipe D. Pedro Henrique de Orleans e Bragança (1909-1981), chefe da Casa Imperial do Brasil.

Seus avós maternos são Francisco, príncipe da Baviera, e Isabel, princesa de Croy e neta de Luís III, último rei da Baviera. Já seu avô paterno foi D. Luiz de Orleans e Bragança, filho da Princesa Isabel, a Redentora, filha do Imperador Dom Pedro II, último monarca dos brasileiros.

Dom Bertrand descende da Casa Real Francesa, provindo em linha direta de Hugo Capeto e de São Luís IX, o Rei-Cruzado.

A vinda para o Brasil

Dom Bertrand veio para o Brasil logo após o término da II Guerra Mundial. Realizou a parte final de seus estudos secundários no Colégio Santo Inácio, dos padres jesuítas, no Rio de Janeiro. Cursou a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), formando-se advogado em 1964.

Desde muito jovem, recebeu formação católica, tendo realizado frequentes viagens à Europa, uma das quais se deu durante toda a primeira Sessão do Concílio Ecumênico Vaticano II – evento convocado pelo papa João XXIII, que discutiu vários temas ligados à igreja, em 1961. Piloto civil, é reservista da Força Aérea Brasileira – FAB.

Colaboração: Comunicação Governo do Município de Lauro Müller

  • Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança4
  • Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança
  • Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança2
  • Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança3
  • Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança5
  • Prefeito Valdir Fontanella recebe visita do Príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança6

Notícias Relacionadas

Príncipe de Orléans e Bragança, bisneto da princesa Isabel, participa de sessão na Câmara de Vereadores

Traficantes são presos em Braço do Norte

Foram apreendidas sete embalagens de cocaína prontas para a venda, 12.4 gramas de maconha e um R$ 6.500,00.

Domingo (11) com sol na maior parte do dia em SC

Temperatura alta, declinando no final do dia.

Mulheres vítimas de violência doméstica poderão ter cota de vagas de emprego em SC

A iniciativa determina que agências de emprego públicas e privadas devem reservar, no mínimo, 5% do total de vagas de trabalho existentes no cadastro para vítimas de violência doméstica ou familiar.