Geral

Prefeitos debatem volta as aulas e manutenção das rodovias estaduais

Divulgação

Os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) se reuniram nesta tarde (21/01) no plenarinho da AMREC para debater a forma que vem funcionando o projeto Recuperar, convênio com o Governo do Estado para manutenção das rodovias estaduais. Durante a reunião, o retorno das aulas presenciais também foi discutido.

O engenheiro do Consórcio Intermunicipal Multifinalitario (CIM-AMREC), Mauricio Sonego, apresentou a planilha do convênio e o cronograma de como funciona os trabalhos de tapa-buraco, sinalização, roçada e limpeza das rodovias estaduais. A previsão é encerrar o saldo do convênio, nos próximos quatro meses.

Representantes das empresas vencedoras das licitações de cada serviço também estiveram presentes na reunião, que contou com a presença dos secretários de infraestrutura de cada um dos 12 municípios. Pelo cronograma a empresa Setep, que realiza o serviço de tapa-buracos, deve seguir a realização dos trabalhos pela rodovia que liga Criciúma a Forquilhinha, e depois de Forquilhinha até a divisão com Meleiro. Os trabalhos devem seguir pela SC que liga Criciúma até Treviso, depois pela Genisio Mazzon, de Urussanga até a BR-101 e depois de Orleans até Criciúma, pela SC-108, passando por Urussanga a Cocal do Sul.

Já a empresa que cuida da parte de limpeza das canaletas e roçada, anunciou que reforçou as frentes de trabalho, colocando três equipes, para dar celeridade nos trabalhos, já que pela época do ano, a vegetação crescer mais rápido.

Volta as aulas

A presidente do Colegiado Educação e secretaria de Educação de Orleans, Maira Regina Luiz, apresentou as datas definidas pelos munícipios em reunião do Colegiado realizado na quarta-feira, dia 20. O Coordenador Regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, também esteve presente na reunião alertando os prefeitos sobre as normas e decretos que devem ser seguidos. Ela tratou da pesquise que iniciou essa semana na maioria dos municípios, para saber das vontades dos pais dos alunos, e o quantitativo dos alunos que farão aulas presenciais para que o município possa se preparar, organizando logística de transporte e os horários de atendimento.

“Um termo de responsabilidade deve ser assinado pelos pais e renovado a cada 15 dias, caso decidam por manter o aluno em casa”, explicou. Os municípios adotaram a forma hibrida, onde aluno deve ficar parte do tempo em aulas remotas e parte do tempo em aulas presenciais.

No dia 10 de fevereiro acontecerá a segunda reunião do colegiado onde serão tratados detalhes de logísticas e organização para o retorno previstos.

Retorno das atividades escolares

Notícias Relacionadas

Abatedouro clandestino suspeito de vender carne de cavalo é flagrado em Lauro Müller

Polícia Militar e Vigilância Sanitária atuaram na ocorrência, que resultou na prisão de um homem.

Homem é socorrido após sofrer queda de telhado em Tubarão

Ele estava fazendo a manutenção no telhado quando sofreu a queda e ficou preso no forro.

Criciúma está entre as dez cidades mais rápidas de SC para abrir uma empresa

Governo municipal vem reduzindo o processo de abertura e pretende chegar à marca de 4 horas.

Criança de dois anos morre atropelada pelo próprio pai em SC

Acidente ocorreu quando o pai voltava do trabalho para o almoço nesta segunda-feira (21)