Geral

Prêmios da rifa da fazendinha são sorteados para 11 cidades

A maior parte dos municípios, que tiveram ganhadores, é de Santa Catarina

Divulgação

O resultado da Rifa da Fazendinha já foi revelado nesta segunda-feira (20), em Nova Veneza. Mas os trabalhos continuam na Escola Bairro Bortolotto, de onde partiu a iniciativa da ação que viralizou após os prêmios serem lidos em uma sessão da Câmara de Vereadores. Isso porque as profissionais da instituição estavam entrando em contato com os ganhadores e identificando de quais cidades são os sortudos. Foram 15 itens sorteados, que serão entregues para ganhadores de 11 cidades de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo (a escola ainda não conseguiu contato com o ganhador deste estado). Araranguá, Criciúma, Forquilhinha, Florianópolis, Ituporanga, Nova Veneza e Joinville, são os município catarinenses que tiveram ganhadores.

E um dos ganhadores, é o Henrique Marsaro Tomé, morador da cidade de Serranópolis do Iguaçu, no interior do Paraná. Ele comprou cinco, dos mais de 48 mil bilhetes vendidos. “Eu fiquei sabendo da rifa através de uma página de humor, no instagram. Como tenho amigos em Nova Veneza, resolvi comprar os bilhetes para ajudar a escola. Nunca havia ganhado em nenhum sorteio”, revela.

Tomé ganhou o 12º prêmio, que é um galo, uma galinha, um salame e um torresmo. Mas para ele os itens não são tão inusitados. “Eu moro em um sítio e tenho bastante animais e sou estudante de agronomia, por isso vou presentear os meus amigos”, conta o ganhador.

Já para a cidade de Porto Alegre, da professora Débora Cristina Grivot, segunda ganhadora do sorteio, saiu um porco. “Como educadora, eu me sensibilizei com toda a história e achei muito divertida toda a forma que a rifa foi divulgada e tratada. Comprei R$ 50 reais para contribuir e nem imaginava que iria ganhar. E muito menos que iria ganhar um porco, não temos como manter o animal aqui”, brinca a porto-alegrense.

Se para o Henrique o destino dos prêmios já está resolvido, para Débora a escola vai realizar a premiação de outra forma. “Para aqueles que não vamos conseguir entregar os animais, por questões de logística, vamos propor outras alternativas para a pessoa receber o prêmio. Nosso objetivo é que todos que ganharam recebam, de alguma forma, a premiação”, afirma a diretora, Jussara Sávio.

Todo o processo da rifa foi realizado com responsabilidade pela Escola e a entrega da premiação também será feita da mesma forma. “Desde o início da grande repercussão que a rifa ganhou, estamos sendo orientados pelos técnicos da vigilância sanitária do município e da Cidasc. Vamos seguir todos os protocolos exigidos por estes órgãos”, explica Jussara.

Lista das cidades:

1. Criciúma (SC)
2. Porto Alegre (RS)
3. Joinville (SC)
4. Campinas (SP) (Escola não conseguiu contato com o ganhador)
5. Araranguá (SC)
6. Ituporanga (SC)
7. Nova Veneza (SC)
8. Forquilhinha (SC)
9. Serranópolis do Iguaçu (PR)
10. Canoas (RS)
11. Florianópolis (SC)

Notícias Relacionadas

Homem que matou estuprador é condenado a 14 anos de prisão em Criciúma

O crime aconteceu em fevereiro de 2019, quando a vítima foi assassinada a tiros por Y.D.C., à época com 23 anos, no bairro Cristo Redentor, em Criciúma

São Ludgero foi sede da reunião do Colegiado de Educação da Amurel

O evento foi aberto e coordenado pelo Assessor da Amurel, responsável pela área de Educação

Governador Carlos Moisés destaca inovação catarinense durante Circuito Inova SC

O reitor do Unibave, Guilherme Valente de Souza, destacou o momento ímpar vivido pela Acafe e por cada universidade comunitária do Estado

Santa Catarina reduz a cinco meses intervalo para dose de reforço em idosos

A logística de encaminhamento de doses para os municípios tem ocorrido de forma ágil e leva em conta a estimativa populacional do IBGE