Saúde

Primeira entrega de aparelho expansor da ortodontia preventiva é feita em Criciúma

Esse é um novo método de tratamento aderido pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

 

Divulgação/Decom

O primeiro aparelho expansor das arcadas dentárias, da ortodontia preventiva, foi entregue nesta quarta-feira (11) no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), anexo à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Próspera. Esse é um novo método de tratamento aderido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), desde o dia 17 de fevereiro.

A ortodontia preventiva é voltada para o público de 6 a 12 anos, prevenindo o agravamento de problemas futuros de oclusão. Podendo evitar a necessidade de uso de aparelho fixo, extração de dentes permanentes e cirurgias feitas para corrigir o posicionamento dos maxilares. “Quando estamos tratando uma criança, temos acessos que só são possíveis resolver nessa idade. É como se fosse uma muda de planta que temos como direcionar para onde ela vai crescer”, destacou o dentista do Centro de Especialidades Odontológicas, Paulo Arcângelo Sachet Vieira.

Estão previstas até a próxima semana, mais de 20 entregas de aparelhos. Até a presente data, foram feitos em torno de 80 encaminhamentos, mas nem todos tiveram a necessidade do uso. O paciente interessado deve procurar a UBS do bairro em que reside, onde receberá um encaminhamento para o Centro de Especialidades Odontológicas e será avaliado. Caso não precise, retornará para a Unidade Básica de Saúde onde continuará com os tratamentos necessários.

O secretário da saúde, Acélio Casagrande, pontua “a importância de priorizar aqueles que não possuem condições financeiras para ter acesso a um atendimento particular, tendo em vista que um aparelho pode custar certa de R$ 1,5 mil”. “A ortodontia preventiva é uma especialidade difícil de ter nos CEO’s, aqui em Santa Catarina. Além de Criciúma, apenas mais dois municípios possuem”, completou o coordenador de Saúde Bucal, Deivid Freitas.

“Eu fico bem grato de o meu filho ter sido a primeira criança a receber o aparelho e de ver o quanto saúde da cidade proporciona todo esse atendimento especializado. Tem muitos pais que não tem condições de pagar, eu por exemplo, que tenho três filhos”, agradeceu o pai da criança contemplada, Herbert Moreno de Oliveira.

Tempo de uso e manutenção

O uso do aparelho expansor reduz em até 50% o tempo de tratamento ortodôntico, pois os dentes se movem de forma mais fácil com o espaço liberado pela abertura da arcada dentária. Pode variar de meses a anos, isso irá depender do nível de gravidade de cada paciente.

Durante esse período, serão feitos acompanhamentos para a manutenção com o dentista, que visa checar se o aparelho está bem instalado e se há necessidades de apertar ou afrouxar sua pressão. Em casos de urgência, os pacientes podem procurar sua Unidade de Saúde, o 24 horas do bairro Boa Vista ou o próprio Centro de Especialidades Odontológicas.

Divulgação/Decom

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

Mais de 5,7 mil crianças comparecem na 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Criciúma

Número superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde. Segunda etapa inicia dia 18 de novembro, com foco em adultos de 20 a 29 anos

Com investimento de R$ 3,9 milhões, Estado entrega unidades de assistência social em Armazém, Rio do Oeste, Lontras e Florianópolis

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília.

Rever: aplicativo que contribui para a coleta seletiva já tem grande demanda de usuários em Criciúma

Plataforma digital auxilia nas denúncias de irregularidades e solicitações para coletas