Geral

Primeiro de SC: Santuário Sagrado Coração de Jesus recebe o título de basílica menor

Título honorífico é uma honraria concedida somente pelo Papa e é o mais alto que uma igreja fora de Roma pode receber.

Foto: Divulgação

O Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, anunciou, nesta segunda-feira, dia 20, que o Santuário do Sagrado Misericordioso Coração de Jesus (SCMJ), de Içara, será transformado em basílica menor, sendo o primeiro da história de Santa Catarina.

O título honorífico foi concedido pelo Papa Francisco e leva em consideração a importância histórica e litúrgica e o fato de o local ser um centro de peregrinação. Trata-se de um reconhecimento significativo por parte da Igreja Católica, uma demonstração de distinção e de honra.

De acordo com o reitor do SCMJ, Padre Antônio Vander, este processo de análise e aprovação tem ocorrido há 1 ano e 10 meses. Para isso, se faz necessário cumprir uma série de requisitos. Até a aprovação, algumas etapas são realizadas. Após a solicitação feita pelo bispo ser deferida, um questionário em latim precisa ser respondido, contendo um relatório minucioso com todos os detalhes solicitados e fotos comprobatórias.

O documento final totalizou 116 páginas e foi entregue no fim de 2023. “É como se o Vaticano fizesse um raio-x da igreja existente, não é algo simples porque, em primeiro lugar, o santuário deve ser um exemplo de liturgia e cumprir todas as normas”, explicou. O material contou com um memorial descritivo de todos os espaços, bem como a apresentação de cada uma das expressões religiosas em torno do complexo, desde imagens, vitrais e objetos litúrgicos.

A implementação ocorrerá por meio de cerimônia especial, quando o santuário será proclamado oficialmente com a designação de basílica menor. A santa missa com a leitura do decreto ocorrerá às 15 horas do dia 14 de setembro, no Dia Exaltação da Santa Cruz. Como basílica menor, o local passará a ser vinculado ao Vaticano e não mais à Diocese. Este é o título mais alto que uma igreja fora de Roma pode receber e apenas o Papa pode conceder, passando a ter um vínculo particular com a Igreja de Roma e com o Sumo Pontífice.

Para o Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto, o reconhecimento do Papa Francisco é como um presente que coroa a caminhada de evangelização em um período de festividade para a Diocese e o Santuário. “Celebramos agora em abril os 10 anos do início das obras de construção do Santuário dedicado ao Coração de Jesus e, no próximo dia 27 de maio, a Diocese de Criciúma louva a Deus pelos seus 26 anos de criação”, destaca.

O Santuário do Sagrado Coração Misericordioso de Jesus foi instalado em abril de 2017 e, desde então, é considerado um importante destino de peregrinação, recebendo um intenso e crescente fluxo de visitantes de diversas regiões do Brasil. Além do templo principal em formato de cruz latina, o complexo religioso abrange uma área de 13,5 hectares e é composto por outras igrejas, caminhos de oração, monumentos, campanário, convento e auditório.

“A dimensão do Santuário não pode ser compreendida somente no seu ambiente territorial, mas no espaço que ocupa no coração das pessoas. São muitos corações pulsando em sintonia com o coração de Cristo, uma força que faz jorrar esperança, alegria e coragem diante dos desafios”, avalia o reitor, Padre Antônio Vander.

Notícias Relacionadas

Governo de SC autoriza a concessão de uso e exploração do Mirante da Serra do Rio do Rastro

O governador Jorginho Mello destacou a importância do projeto para o desenvolvimento econômico e turístico da região.

Colégio Satc promove espaço de orientação com projeto ‘Conexão Família’

Proposta envolve encontros com temáticas que impactam no desenvolvimento educacional dos alunos

ACIO promoverá capacitação sobre como solucionar conflitos, em Orleans

O treinamento será ministrado pela especialista Paola Oliveira, nos dias 24 e 25 de junho.

Homem é preso com drogas dentro de casa em Orleans

Ele foi encaminhado ao Presídio Santa Augusta