Segurança

Procurado por estupros que fugiu de delegacia é morto pela polícia em SC

Corporação detalhou que homem tentou reagir a abordagem com uma faca, sendo neutralizado, mas não resistiu. Violência sexual e captura aconteceram em Itajaí.

Foto: Divulgação

O homem procurado pelo estupro de duas mulheres em uma trilha na Praia Brava, em Itajaí, foi morto pela polícia durante ação de captura na noite de quinta-feira (21). Ele chegou a ser preso na madrugada de quarta-feira (20), mas fugiu horas depois de dentro da delegacia pelo telhado.

A nova procura pelo suspeito durou 26 horas e mobilizou diversas equipes com o homem sendo encontrado após invadir uma residência no bairro Fazenda. Em nota, a Polícia Civil relatou que ele estava armado com uma faca e reagiu à prisão, sendo baleado e morto.

“Assim como na primeira prisão, reagiu, dessa vez se utilizando de uma faca, vindo a ser alvejado e neutralizado por polícias da DIC de Itajaí frente à injusta agressão”, detalhou a corporação.

Identificado como Amarildo da Silva, de 41 anos, o homem tinha contra si condenações por crimes de estupros, furtos e roubos com penas que somavam mais de 24 anos de reclusão.

Violência sexual, prisão e fuga

O crime de estupro ocorreu em 14 de março, quando duas mulheres, de 20 e 22 anos, estavam na Trilha do Morcego, na Praia Brava. Elas foram abordadas por um homem que as obrigou a voltarem pelo mesmo caminho e, alegando estar armado, ordenou que as vítimas se deitassem no chão.

Ele as amarrou e passou a tocá-las de libidinosa antes de fugir, levando o celular de uma das vítimas. Com a identidade do suspeito, a Justiça autorizou a prisão preventiva na noite de terça (19).

Após 14 horas de buscas, ele foi preso na cidade de Tijucas, cidade a cerca de 45 quilômetros de Itajaí. Segundo a Polícia Civil, ele planejava fugir para São Paulo. Durante a ocorrência, ainda tentou escapar dos agentes e resistiu à abordagem.

Como havia apresentado nome falso a um hotel onde estava, ele foi detido em flagrante por resistência e falsa identidade. Ao ser levado para a delegacia de Itajaí, durante a finalização dos procedimentos, o homem escapou.

A Polícia Civil justificou que o homem conseguiu escapar pela parte de cima da delegacia “se aproveitando de deficiências estruturais no prédio”. A nova captura que resultou na morte do homem foi feita por agentes da Delegacia de Investigação Criminal (DIC).

Com informações do g1 SC

Notícias Relacionadas

BR-101: trecho do Morro dos Cavalos em Palhoça é parcialmente liberado nesta terça-feira

As informações foram confirmadas pela Arteris; a região do Morro dos Cavalos foi bloqueada após o desabamento de terra que ocorreu no sábado

Criciúma deve jogar no 4-5-1 contra o Galo mineiro

Prefeito, vereadores e um servidor de Urussanga são presos por suposta compra de apoio político

Prisão é contra Luis Gustavo Cancellier (PP), Elson Roberto Ramos (Republicanos), Thiago Mutini (PP) e mais um servidor comissionado

Vereadores de Orleans aprovam implantação do Programa Municipal de Equoterapia

Projeto de Lei foi aprovado por unanimidade durante a sessão ordinária desta segunda-feira, dia 15.