Geral

Procurador Regional Alexandre Freitas é eleito procurador-chefe do MPT-SC

Alexandre Freitas convidou para vice-procurador-chefe o procurador do Trabalho Marcelo Goss Neves.

Foto: Divulgação

O procurador regional do Trabalho Alexandre Medeiros da Fontoura Freitas foi eleito hoje (16/05) novo procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC).

Alexandre Freitas é natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/RS), em 1984. Atuou como advogado. Foi servidor concursado da Justiça do Trabalho e da Justiça Federal do Rio Grande do Sul. Em 1993, aprovado no concurso para Procurador do Trabalho com lotação na capital gaúcha. Em 1999, removido, a pedido, para a Procuradoria Regional do Trabalho da 12ª Região. Nomeado procurador regional do Trabalho, por antiguidade, em 2007. Vice-procurador-chefe do MPT-SC de 2013 a 2015. Coordenador nacional do Projeto “O que você tem a ver com a corrupção”, em parceria com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

O procurador regional fica no cargo de 24.05.2019 a 30.09.2019, período correspondente ao término do mandato da procuradora-chefe Quezia de Araújo Duarte Nieves Gonzalez (biênio 2017-2019), nomeada desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-SC). Alexandre Freitas convidou para vice-procurador-chefe o procurador do Trabalho Marcelo Goss Neves.

Em outubro, após eleição geral no MPT, assumem os procuradores-chefes das Regionais do Trabalho escolhidos para o biênio 2019-2021.

Notícias Relacionadas

MPT processa Havan em R$ 100 milhões por danos morais

O valor é de R$ 25 milhões por danos morais coletivos e R$ 75 milhões por danos morais individuais devido à intimidação no livre exercício do direito de voto.

Idosa de 102 anos é vacinada contra o coronavírus no dia do aniversário, em Blumenau

Dona Antônia Previato Soto vive em uma casa de acolhimento na cidade

Safra de uva está com frutos de boa qualidade e colheita antecipada em SC

Os frutos estão com mais qualidade, visto que o clima seco contribuiu para a sanidade dos parreirais, e a grande quantidade de dias quentes proporcionou o amadurecimento prematuro dos cachos, antecipando a colheita em 10 a 15 dias em 2021

Prefeitura de Lauro Müller confirma 22ª morte por Covid-19

A vítima tratava-se de um homem de 87 anos