Esporte

Professor Odilon: um legado ao esporte de Santa Catarina

Cidadão Honorário de Criciúma, ele dedicou 38 anos à Fundação Municipal de Esportes do município

Divulgação

Uma vida dedicada ao esporte, em especial ao voleibol masculino, e a sensação de dever cumprido. Após 38 anos de serviços prestados, com título de Cidadão Honorário, sendo um dos Comendadores do esporte catarinense e responsável por mais de 700 alunos ao longo de sua vida, o professor Odilon Carlos Linhares assinou sua aposentadoria na Prefeitura Municipal de Criciúma no fim do mês de outubro.

Natural de Rio do Sul, Odilon chegou em Criciúma em 1981 e após dois anos na cidade, foi convidado para integrar o quadro do Departamento Municipal de Esportes, para ser professor da modalidade de voleibol masculino. “Meu serviço era desenvolver a modalidade na cidade e manter a equipe adulta que o técnico anterior havia deixado. Com o passar dos anos, firmamos parceria com o Colégio Madre Tereza Michel, e aí os atletas da FME treinavam todos os dias na quadra da escola”, relembra. “Nós tínhamos uma parceria muito boa entre os colégios particulares, estaduais e municipais”, acrescenta.

O professor passou pelas três fases da atual Fundação Municipal de Esportes. Quando chegou, ainda era Departamento Municipal de Esportes, em seguida foi denominada como Comissão Municipal de Esportes (CME) e por fim, a atual FME. “Nós vimos um desenvolvimento muito grande quando foi criada a Fundação, porque o esporte criciumense passou a ter sua identidade”, conta Odilon.

Segundo ele, o título mais importante da carreira foi o de campeão do Joguinhos Abertos, em sua primeira edição no município de Curitibanos em 1988, mas cada conquista teve seu diferencial. “Nós fomos campeões com atletas da casa, no qual você sabia o nome dos pais, o local que morava, colégio que frequentava e que até hoje estão em Criciúma, hoje profissionais que ajudam no desenvolvimento do município”, destaca.

Após quase quatro décadas de dedicação ao esporte, Odilon destaca que a família teve papel fundamental para que seus sonhos se realizassem. “O voleibol masculino de Criciúma já chegou a ter cinco categorias disputando campeonatos estaduais. Isso significa que a partir do mês de junho, eu não parava em casa e o trabalho familiar foi de extrema importância. Porque você tem que sentir que o seu sonho pode ser desenvolvido, por conta da base e da referência, e saber que se você ficar alguns dias fora, vai fazer falta, mas saber que é por uma boa causa”, relata. “Por isso, agradeço a minha esposa Tereza, e aos meus filhos Guilherme e Caroline que foram parceiros e sempre me deram suporte”, acrescenta.

Com passagens pela Seleção Catarinense de Voleibol, para disputas de campeonatos juvenis, em 2011, Odilon começou seu desligamento da prática do esporte, e a partir daí passou a integrar o grupo Gestor da Fundação Municipal de Esportes de Criciúma. “Eu sinto que cumpri meu papel, seja dentro das quadras, auxiliando todos os atletas, ou fora delas, participando de discussões que visam o melhor para o nosso esporte”, destaca.

A última homenagem veio no fim do mês de outubro, quando ele foi agraciado com o Diploma do Mérito da Educação de Santa Catarina, por meio da professora Sandra Zanatta Guidi, que fez a indicação do seu nome para o Conselho Estadual de Educação.

De acordo com o presidente da FME Criciúma, Neto Uggioni, o legado do professor Odilon para o esporte catarinense é digno de todo reconhecimento. “Nós sempre acompanhamos os trabalhos realizados por ele em todo município. Quantos atletas já passaram pelos seus ensinamentos e que hoje são grandes pessoas. Ficamos imensamente felizes por toda sua dedicação ao esporte criciumense”, conta.

Notícias Relacionadas

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena; prêmio acumula em R$ 16 milhões

As dezenas sorteadas são as seguintes: 08 - 09 - 32 - 52 - 53 -57

Responsável por pichações na Casa do Papai Noel é identificado pela Polícia Civil

Caso foi acompanhado pela Defesa Civil, que auxiliou nas investigações

Natal Show da Educação em Braço do Norte é cancelado

A medida se faz necessária para cumprir as Portarias n. 1303/2021 e n. 1305/2021, ambas da Secretaria de Estado da Saúde

Satc lança curso de elétrica para funcionários de cooperativas

Curso, que terá seu início em março de 2022 é destinado a técnicos, engenheiros ou pessoas que interagem em manutenção e construção de redes de energia elétrica