Geral

Profissionais da contabilidade e administração municipal discutem doação para fundos beneficentes no IR

Contribuintes do IRPF/2019 podem doar parte do imposto ao Fundo Municipal da Infância e Adolescência.

Foto: Divulgação

A destinação de recursos da Declaração de Imposto de Renda (IR) para o Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente esteve em discussão na manhã desta quarta-feira 27, no gabinete do prefeito com os contadores do município. Realizada pelo CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – a reunião teve como objetivo mobilizar os profissionais da área para incentivar os clientes a doar parte de seu imposto de renda e orientar o contribuinte de, como doar ao Fundo da Infância e adolescência, sem haver alterações no valor pago.

Durante a reunião, o contador e Reitor do Centro Universitário Barriga Verde – Unibave –, Élcio Willemann explicou aos presentes a importância de doar para os fundos especiais. “Nos casos de pessoas físicas, se as doações forem realizadas dentro do ano de referência (até 31/12) é possível deduzir até 6% do IRPF devido na declaração, após o encerramento do ano, as doações ficam reduzidas e limitadas chegando a 3% do imposto devido na declaração”, explicou.

Para o prefeito Jorge Koch, a reunião tem por objetivo final, incentivar o contribuinte para que ele doe parte de seus impostos, para projetos que beneficiem crianças e adolescentes de Orleans. “Os doadores potenciais são as pessoas físicas que podem doar até 6% do imposto, e, pessoa jurídica 1%. Com as doações aos fundos especiais, a sociedade contribui para a Política de Atendimento a Criança e do Adolescente do Município”, complementou o Chefe do Executivo.

Segundo Annye Baggio, Presidente do Conselho Municipal da Infância e Adolescência (CMDCA), a iniciativa visa deixar os recursos na cidade. A ideia é beneficiar o fundo através dos Impostos de renda de pessoas físicas completas e de pessoas jurídicas que fazem, declaração pelo lucro. “A intenção é fazer essa opção chegar até o contribuinte, a fim de que essas doações aconteçam e esses recursos fiquem em Orleans”, explicou.

O prefeito falou da importância dos profissionais de contabilidade. “Os contabilistas são peças-chaves na articulação do financiamento dos fundos de infância e adolescente”. Segundo Koch, são eles que, com seu conhecimento e dinamismo profissional, informam as empresas e contribuintes as possibilidades de dedução do imposto, a união dos contadores fazem a diferença”, lembrou o prefeito.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Orleans

Notícias Relacionadas

Prefeitura realiza doação de terrenos para empresas e fomenta geração de empregos em Criciúma

Localizadas no Loteamento Industrial Vila Natureza, áreas foram destinadas para duas empresas. Objetivo é a geração de empregos e renda às famílias

Câmara aprova doação de terras do Instituto Leonardo Murialdo para a Prefeitura de Orleans

Em sessão nesta segunda-feira (3), os vereadores ainda abordaram a preservação ambiental em áreas às margens do Rio Tubarão

AASC promove solidariedade através da Campanha do Agasalho, em Orleans

Troféu Fama 2018 reconhece empresas e profissionais de Orleans e Lauro Müller