Geral

Programa da Santur e Fapesc investe em geração de dados no setor de turismo

O Programa [email protected] faz parte do Programa #[email protected]+Pesquisa&Inovação, que tem como objetivo levar a ciência e inovação para os órgãos públicos do Estado

Divulgação

Acaba de ser lançado o Programa [email protected], criado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), em conjunto com a Fundação Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), para geração de dados e inovação para o setor turístico catarinense. O investimento é de quase R$ 1 milhão. Podem participar professores doutores, vinculados a Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) de Santa Catarina. As inscrições serão feitas diretamente na plataforma da Fapesc até o dia 17 de outubro.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, destacou que o objetivo do programa é gerar pesquisas aplicadas e convida a todos os pesquisadores a participar. “Estamos com uma expectativa muito grande com essa aproximação da área do turismo com a ciência, a tecnologia e a inovação, que é uma das propostas da Fapesc.”

Quem também tem uma boa expectativa é o presidente da Santur, Renê Meneses. “O [email protected] é um programa muito esperado pelo nosso setor, pois irá trazer maior solidez para nossa área de dados, bem como o desenvolvimento de metodologias para pesquisas e estudos sobre o turismo catarinense. Com isso, avançaremos na inovação do turismo do nosso estado com a implementação de um laboratório na sede da Santur. Esse é um grande passo para um turismo mais técnico, eficiente e profissional”, afirmou.

O Programa [email protected] contempla três eixos temáticos: a otimização da plataforma Almanach, já lançada pela Santur, e a formação de atores estratégicos para tomada de decisão baseada em dados; o desenvolvimento de metodologias e a efetiva implantação de um laboratório de inovação na área do turismo; e a realização de estudos estratégicos relacionados ao desenvolvimento da atividade turística em Santa Catarina.

Para isso, serão investidos R$ 937 mil, o que equivale a pouco mais de R$ 310 mil para cada projeto. Os recursos são compostos de R$ 784 mil da Santur e R$ 153 mil da Fapesc. Os recursos poderão ser usados para aquisição de materiais para as pesquisas e bolsas. Serão dez bolsas, com valores que variam de R$ 1,5 mil a R$ 4 mil.

A gerente de Pesquisa de Ciência e Pesquisa da Fapesc, Deborah Bernett, ressalta o papel dos bolsistas nesses projetos. “São bolsas para apoiar os recursos humanos que serão um ponto importante para o desenvolvimento das pesquisas. Serão selecionados profissionais de nível superior, com competência e bastante expertise”, confirmou.

O Programa [email protected] faz parte do Programa #[email protected]+Pesquisa&Inovação, que tem como objetivo levar a ciência e inovação para os órgãos públicos do Estado. Essa é a terceira ação da Fapesc em parceria com a Santur. Já foram lançados dois outros editais relacionados à inovação e pesquisas na área do turismo, o Inovatur e o Estudo de Demanda Turística Estadual.

Notícias Relacionadas

Engenheiro da Famor esclarece aos vereadores de Orleans sobre trabalhos realizados

Na Ordem do Dia, foram aprovados Projeto de Lei Complementar, Moção de Apoio, Requerimento e Indicação.

Um projeto de lei e seis proposições pautam sessão do Legislativo de Lauro Müller

Atletas de Muay Thai, Karatê e Jiu Jitsu de Criciúma conquistam pódio em competições

Disputas foram no Rio de Janeiro e em Videira

“Ela era o tesouro da vida dele”, diz tia de policial morto pela filha em SC

Neife Werlang, de 46 anos, foi morto na sexta-feira (18) em São Miguel do Oeste; duas suspeitas estão apreendidas em Chapecó