Geral

Programa da Santur e Fapesc investe em geração de dados no setor de turismo

O Programa [email protected] faz parte do Programa #[email protected]+Pesquisa&Inovação, que tem como objetivo levar a ciência e inovação para os órgãos públicos do Estado

Divulgação

Acaba de ser lançado o Programa [email protected], criado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), em conjunto com a Fundação Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), para geração de dados e inovação para o setor turístico catarinense. O investimento é de quase R$ 1 milhão. Podem participar professores doutores, vinculados a Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) de Santa Catarina. As inscrições serão feitas diretamente na plataforma da Fapesc até o dia 17 de outubro.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, destacou que o objetivo do programa é gerar pesquisas aplicadas e convida a todos os pesquisadores a participar. “Estamos com uma expectativa muito grande com essa aproximação da área do turismo com a ciência, a tecnologia e a inovação, que é uma das propostas da Fapesc.”

Quem também tem uma boa expectativa é o presidente da Santur, Renê Meneses. “O [email protected] é um programa muito esperado pelo nosso setor, pois irá trazer maior solidez para nossa área de dados, bem como o desenvolvimento de metodologias para pesquisas e estudos sobre o turismo catarinense. Com isso, avançaremos na inovação do turismo do nosso estado com a implementação de um laboratório na sede da Santur. Esse é um grande passo para um turismo mais técnico, eficiente e profissional”, afirmou.

O Programa [email protected] contempla três eixos temáticos: a otimização da plataforma Almanach, já lançada pela Santur, e a formação de atores estratégicos para tomada de decisão baseada em dados; o desenvolvimento de metodologias e a efetiva implantação de um laboratório de inovação na área do turismo; e a realização de estudos estratégicos relacionados ao desenvolvimento da atividade turística em Santa Catarina.

Para isso, serão investidos R$ 937 mil, o que equivale a pouco mais de R$ 310 mil para cada projeto. Os recursos são compostos de R$ 784 mil da Santur e R$ 153 mil da Fapesc. Os recursos poderão ser usados para aquisição de materiais para as pesquisas e bolsas. Serão dez bolsas, com valores que variam de R$ 1,5 mil a R$ 4 mil.

A gerente de Pesquisa de Ciência e Pesquisa da Fapesc, Deborah Bernett, ressalta o papel dos bolsistas nesses projetos. “São bolsas para apoiar os recursos humanos que serão um ponto importante para o desenvolvimento das pesquisas. Serão selecionados profissionais de nível superior, com competência e bastante expertise”, confirmou.

O Programa [email protected] faz parte do Programa #[email protected]+Pesquisa&Inovação, que tem como objetivo levar a ciência e inovação para os órgãos públicos do Estado. Essa é a terceira ação da Fapesc em parceria com a Santur. Já foram lançados dois outros editais relacionados à inovação e pesquisas na área do turismo, o Inovatur e o Estudo de Demanda Turística Estadual.

Notícias Relacionadas

Balneário Rincão ganha rota gastronômica com 26 locais para conhecer

Iniciativa faz parte do Plano Municipal de Turismo e visa transformar a cidade em um destino turístico durante o ano inteiro

Região Sul do país tem melhora nas desigualdades sociais em saúde, diz FioCruz

Mesmo com a “ligeira redução”, como define a FioCruz, 65 dos 84 municípios que estiveram classificados na lista dos mais desiguais da Região Sul no início da pandemia permanecem nessa condição

SC tem aumento de 271% dos casos confirmados de dengue no 1º semestre de 2022

No Estado, 77 pessoas tiveram mortes confirmadas pela dengue neste ano

Criança de 2 anos é atropelada por ônibus em SC

Bombeiros informaram que a menina teve ferimentos graves e foi levada ao hospital; ela sofreu fraturas expostas