Geral

Programa de Regularização Fundiária Urbana é lançado em Lauro Müller

Donos de imóveis poderão requere a posse com escritura.

Divulgação

 

O Governo do Município de Lauro Müller lançou, na noite de quinta-feira (17), o Programa de Regularização Fundiária Urbana, em oficina consultiva na comunidade de Morro da Palha. Batizado de “Lauro Müller, Minha Terra”, o programa vai regularizar a posse definitiva de imóveis, garantindo ao proprietário direitos como a escrituração, a sucessão (transferência para filhos) além de facilitar o processo de financiamentos diversos.

A Regularização Fundiária no município será feita pela Associação para o Desenvolvimento Habitacional Sustentável de Santa Catarina (ADEHASC), licitada para executar todos os trâmites. O programa será realizado primeiro pelo Morro da Palha e Alto Cairú, e será executado em três etapas. A primeira é a realização de audiência pública com a comunidade, para apresentar as ações. No dia seguinte será recolhida a documentação necessária e, na terceira etapa será feita topografia, executada no terceiro dia de trabalho. Os proprietários podem optar ou não pelo programa, a adesão é por opção. Quem aderir terá a escritura em até 100 dias.

Em Lauro Müller, a Reurb S terá duas faixas de valores. A primeira é direcionada para famílias que ganhem até um salário mínimo no grupo (somados todos os rendimentos dos membros), onde essa classe receberá a escritura do imóvel gratuitamente. A segunda faixa é para quem ganha de um a cinco salários mínimos no grupo, que deixa de pagar as taxas e cobranças cartoriais e a escritura custará em torno de R$ 1.200,00, divididos em até 20 vezes.

Segundo a Secretária de Assistência Social, Rubia Regina da Silva, a Regularização Fundiária vai assegurar de fato e de direito a propriedade ao morador. “Isso além de agregar valor ao proprietário. O programa vai ajudar pessoas e vai ajudar o município, dando melhor qualidade de vida aos lauromüllenses, pois vai regularizar as pendências de imóveis de forma mais rápida, pois trabalha por vias administrativas e não jurídicas”, garante a secretária.

Para o Prefeito Valdir Fontanella, o programa vai criar condições de segurança para os proprietários de imóveis ainda carentes de regularização. “Sabemos que é muito difícil você morar no local onde não pode ter escritura, onde não pode construir sua casa. Sabemos que tudo isso é muito difícil, por isso temos que enfrentar [esse problema]. Entendemos que as comunidades têm o direito de ter aquilo que ela quiser, por isso estamos aqui, hoje, discutindo o melhor para todos”, afirma.

Entregar a escritura para o morador, afirma o presidente da ADEHASC, Djalma Morell, é como entregar a chave para ele. “Hoje ele (o morador) entra pela porta dos fundos e quando ele receber a escritura, a sua matrícula, ele terá orgulho de entrar pela porta da frente e dizer que aquele ai é o chão dele”, afirma.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Lauro Müller

Notícias Relacionadas

Lei aprovada em Imbituba irá oficializar o programa que beneficia idosos

O Diretor Municipal de Esportes de Imbituba, Norton Evaldt, defendeu, nos últimos dias, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores, o Projeto de Lei que torna oficial o programa “Comunidade Ativa”.

Comarca de Turvo passa a integrar o programa Rede Catarina de Proteção à Mulher

As ações não irão se limitar à cidade de Turvo, mas alcançarão os demais municípios abrangidos pela comarca - Ermo, Jacinto Machado e Timbé do Sul.

Central Park Residence: empreendimento conceito em qualidade de vida é lançado em Cocal do Sul

Apartamentos com amplo espaço, áreas de lazer diferenciadas e o melhor custo-benefício da cidade se mesclam ao requinte e sofisticação proposto pela construtora e incorporadora GALLIFONTANELLA.

A União Faz a Vida promove segunda Mostra de Projetos

Estudantes apresentarão conhecimentos construídos a partir de práticas que possibilitam a autonomia e cooperação.