Poder Executivo

Programa Refis 2018 facilita renegociação de dívidas com a Prefeitura de Orleans

Contribuintes tem até 90% de descontos para pagamentos à vista. Quitação parcelada também tem escalas de abatimentos.

Foto: Robson Lunardi / Comunicação Prefeitura de Orleans

Já está em vigor a Lei nº 2.843, que institui o Programa de Regularização Fiscal – Refis de Orleans. Os contribuintes que devem tributos e taxas municipais podem negociar os débitos com descontos de até 90% em multas no pagamento à vista. O objetivo do programa é oferecer condições especiais para que os contribuintes e empresas que possuem dívidas de tributos com o município.

O prefeito Jorge Koch ressalta que o Refis é uma boa oportunidade para quem precisa regularizar a situação fiscal, mas não traz mais vantagens em relação a quem paga os impostos corretamente em dia. “Não há abatimento sobre o total da dívida, o que se concede são descontos parciais sobre juros e multas”, explica.

Para a opção de pagamento em parcela única, o desconto previsto para juros e multas é de 90%. Já para o parcelamento em até cinco vezes a redução será de 50%. O total máximo de prestações deverá ser de 12 parcelas. O projeto também prevê as regras para adesão ao Refis. O contribuinte deverá requerer a adesão ao programa dentro das regras definidas. A adesão implicará na confissão de dívida e na suspensão dos prazos de prescrição, entre outras condições.

Segundo dados da Secretaria de Fazenda, o valor corrigido chega a R$ 2.788.523,10. Se aplicadas, a correção (R$ 276.493,29), mais juros (R$ 1.018.693,65) e multas (R$ 459.540,04), o valor chega a R$ 4.543.250,08. O vice-prefeito Mário Coan, que também ocupa a função de secretário de Administração, conta que a ideia é viabilizar que todos possam pagar suas dívidas contraídas antes de 31 de dezembro de 2017. “Este é um grande benefício que a Prefeitura de Orleans está oferecendo”, destacou.

Importante:

  • Os percentuais previstos no parcelamento referem-se a pagamentos ou parcelamentos efetuados até 31 de dezembro de 2018;
  • O benefício previsto na lei alcança débitos já parcelados anteriormente, e somente poderá ser requerido e concedido até 29 de março de 2019;
  • O contribuinte optante pela adesão ao programa que deixar de cumprir o parcelamento deferido com base nesta lei, não poderá mais aderir a novo programa de recuperação fiscal que eventualmente seja concedido em exercícios financeiros futuros.

Colaboração: Robson Lunardi / Comunicação Prefeitura de Orleans

Notícias Relacionadas

I Feira do Livro é oficialmente aberta em Orleans

Presidentes das ACIs do Extremo Sul se reúnem para Plenária da Facisc, em Orleans

Campanha “Compre de Orleans” será lançada neste sábado na Praça Celso Ramos

Programação da Semana Mundial do Meio Ambiente convida à reflexão, em Orleans