Segurança

Quem é a mulher encontrada morta com sinais de violência em mata de SC

Polícia Civil investiga a autoria e a motivação do crime; corpo foi encontrado com inúmeros sinais de violência

Foto: Policia Militar/Divulgação

O corpo encontrado por volta das 15h deste domingo (24) com sinais de violência em uma área de mata na rua 802, no bairro Alto São Bento, em Itapema, Litoral Norte de Santa Catarina, era de Tayná Antônio de Araújo.

A Polícia Civil de Itapema investiga a motivação e os autores do crime. A causa da morte e a confirmação se havia sinais de violência sexual ainda não foram reveladas pelo IGP (Instituto Geral de Perícias).

Fim de semana violento para as mulheres

Este fim de semana de feriadão registrou alguns casos de violência contra as mulheres no Litoral Norte de Santa Catarina, entre os casos está o de uma mulher que teve partes do corpo queimado pelo marido no último sábado (23), em Balneário Camboriú.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher, de 26 anos, estava escondida na propriedade abandonada, quando foi atacada pelo ex-marido, que jogou querosene e ateou fogo na mulher. A vítima saiu correndo pedindo socorro ainda com partes do corpo em chamas.

A vítima tem passagens pela polícia por furto, violação de domicílio, vias de fato, ameaça, tráfico de drogas, posse de drogas, desobediência, desacato e fuga de pessoa. Após o atentado, a mulher foi atendida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O suspeito pelo crime ainda não foi identificado nem localizado.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Após mais de 2 meses desaparecida, adolescente de 13 anos é resgatada de acampamento em mata de SC

Polícia Civil investiga suspeita de cárcere privado. Vizinho de 51 anos é procurado.

Arma falsa é encontrada com adolescente próximo à uma escola em Orleans

A ocorrência foi registrada por volta das 12h45 desta terça-feira (9) pela Polícia Militar.

Pai quebra dentes de filha em Criciúma

Mãe da adolescente de 14 anos também foi ameaçada. Acusado foi preso em flagrante.

Operação Marias da Polícia Civil prende 48 pessoas por violência doméstica em Santa Catarina

A mobilização resultou em 48 prisões, 41 mandados de prisão e 22 de busca e apreensão, além de 620 fiscalizações de medidas protetivas