Trânsito

Radares de rodovias federais estão desligados no Estado

Desde o início do mês de fevereiro, cerca 500 equipamentos de fiscalização de velocidade, estão desligados nas rodovias federais de Santa Catarina.

Foto: Muriel Albônico

Desde o início do mês de fevereiro, cerca 500 equipamentos de fiscalização de velocidade, estão desligados nas rodovias federais de Santa Catarina. A informação foi confirmada nesta segunda-feira, 11, pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O motivo para o desligamento se deve ao fato do fim dos contratos de manutenção dos aparelhos, que estão instalados em todas as estradas administradas pelo órgão.

Segundo o Departamento, as empresas que prestavam os serviços de manutenção aguardavam que os contratos anteriores fossem renovados em caráter de emergência. Mas, a nova administração considerou que era preciso escolher novamente as empresas que realizariam o serviço.

Fonte: Dnit

Notícias Relacionadas

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Coronavírus em SC: Governo do Estado estabelece novas medidas para o transporte aquaviário e comércio de refeições nas rodovias

A comercialização de refeições pode ser feita por restaurantes localizados às margens das estradas e oferecida exclusivamente para profissionais de serviços considerados essenciais pelo Governo do Estado, incluindo nesta categoria os transportadores de carga responsáveis pelo abastecimento e transbordo de insumos da saúde.

Coronavírus em SC: Fapesc aprova cinco projetos de pesquisa e destina R$ 500 mil a estudos sobre Covid-19 no estado

O edital buscava estudos que apontassem soluções para o combate à epidemia e seus efeitos na sociedade e na economia.

Respiradores: PGE aguarda depósito de mais R$ 2 milhões em favor do Estado a partir desta segunda

Com o depósito, o valor recuperado chega a 40% do total