Geral

Receita regulariza 11 milhões de CPFs com pendências eleitorais

Ter CPF regular é pré-requisito para que o beneficiário receba a renda básica emergencial de R$ 600 pago pelo governo federal.

Divulgação

A Receita Federal finalizou neste domingo (11) a regularização de 11 milhões de CPFs (Cadastro de Pessoa Física) que tinham pendências com a Justiça Federal.

Ter o CPF regularizado na base o Cadastro Único é importante para que o beneficiário receba a renda básica emergencial de R$ 600 pago pelo governo federal.

“Foi finalizado o processamento dos CPFs com pendências de natureza eleitoral nas bases administradas pela Receita Federal. Gradativamente, essas alterações estão sendo consumidas nos sistemas da Caixa Econômica Federal e Dataprev para fins do cadastro no Auxílio Emergencial decorrente da Covid-19”, informou a Receita, em nota.

A Receita Federal, no entanto, esclareceu que não são todos os 11 milhões de pessoas com CPF recém-regularizado que se encaixam no perfil dos beneficiários.

Têm direito ao auxílio aqueles que estão inscritos no CadÚnico até o dia 20 de março; microempreendedores individuais, contribuintes individuais ou facultativos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social); informais, sem inscrição em programas sociais nem contribuir para o INSS; e inscritos no Bolsa Família.

Os beneficiários precisam ter mais de 18 anos de idade e CPF ativo; ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50); ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) na família inteira; não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Com informações do site ND Mais

Notícias Relacionadas

Novos nomes do PSD se reúnem para discutir ações para as eleições deste ano

Receita abre hoje consulta a quarto lote de restituição do IR

Crédito bancário será feito no dia 31 de agosto

TSE aprova reserva de recursos para negros nas eleições de 2022

Critério de distribuição também deverá ser aplicado no tempo de TV

Imposto de Renda: Receita libera dia 9 consulta a lote de restituição

Crédito para 72.546 pessoas será feito dia 16, somando R$ 240 milhões