Geral

Recolhimento de assinaturas para abaixo assinado encerra neste sábado em Lauro Müller

Mobilização visa pressionar Ministério do Meio Ambiente a retirar o território de Lauro Müller da ampliação do Parque Nacional de São Joaquim, futuro Parque Nacional da Serra Catarinense.

Foto: Divulgação/ Portal Sul In Foco

A mobilização de lideranças comunitárias e da sociedade civil de Lauro Müller, contrários a inclusão do território da cidade junto ao Parque Nacional de São Joaquim, se intensificou nesta semana com o recolhimento de assinaturas para um abaixo assinado junto à população. O prazo para o recolhimento termina hoje (24) em todos os pontos de coleta, mas se estende até a manhã deste sábado (25), em locais específicos.

Mais de 200 folhas foram distribuídas ao longo da semana no comércio e instituições da cidade. “Estendemos final para a entrega das folhas com assinaturas até o meio dia deste sábado, no meu mercado aqui no Guatá ou na casa do Paulo César Freiberger. Vamos fazer um balanço do volume de assinaturas, preparara a documentação e encaminhar ao Ministério do Meio Ambiente”, destaca o empresário e um dos líderes do movimento, Cláudio Lottin.

A expectativa do movimento é reunir aproximadamente 5 mil assinaturas. Informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 98825-9166. 

Foto: Cláudio Lottin/Divulgação

Quem pode participar do abaixo assinado?

Todo morador de Lauro Müller pode contribuir no movimento. Segundo Lottin, a pessoa interessada deve buscar um ponto de coleta munidos de documentos básicos. “ Existem várias pessoas com as folhas. Elas também podem ser encontradas nas comunidades, pontos comerciais no centro da cidade, inclusive no distrito do Guatá. Também nas instituições, como Coopermila, Coopertran e Câmara de Vereadores. O cidadão tem que ter em mãos o número do CPF ou RG, e claro, assinar a folha”, enfatiza Lottin.

Por que participar?

Segundo o movimento, a inclusão do território de Lauro Müller ao novo parque de conservação pode resultar em inúmeros problemas para o desenvolvimento turístico e econômico da cidade. “ Foi aprovado na Câmara dos Deputados no ano passado, a ampliação do Parque Nacional de São Joaquim para dentro do território de Lauro Müller. Porém, a cidade reivindicava que aquilo fosse revisto em função de não ter ocorrido audiência pública com os munícipes. O que nos surpreender foi que, ao invés de retirar aquela área, a proposta agora é de incluir todo o EcoMuseu, piorando a situação ainda mais para os cidadãos de Lauro Müller”, conta Lottin.

Por que o Governo Federal quer Lauro Müller dentro do Parque?

Segundo o movimento, por interesse no potencial turístico que a cidade oferece em termos financeiros. “A gente observa que a meta deles é mesmo é explorar a Serra e o entorno dela. A Serra do Rio do Rastro ganhou muita visibilidade com todos estes eventos esportivos. É um pote de ouro. Caso a inclusão aconteça, eles poderão implantar pedágios e ou qualquer tipo de cobrança, além de arrecadarem diretamente para o Sistema Nacional de Unidades de Conservação, recursos oriundos de licenças ambientais entre outros. Para o município, nada. Por isso nossa luta”, esclarece Lottin.

Mito

O movimento deixa claro que, Lauro Müller não é contrário a ampliação do parque, mas que deixe o território da cidade fora desta ampliação. “Inclusive têm pessoas achando que o movimento é composto de pessoas favoráveis ao desmatamento. Isso não é verdade. Nossa área já vem sendo preservada a muito tempo e não há nenhum indicio de desmatamento. Há imagens de satélite que comprovam o aumento da área de preservação em alguns pontos do território”, finaliza Lottin.

Notícias Relacionadas

Serra registra mínima de -8°C e pelo menos 17 cidades de SC têm temperaturas negativas; FOTOS

Menor temperatura foi registrada em Urupema. Pelo menos outras 16 cidades do estado haviam registrado temperaturas negativas, segundo a Defesa Civil, neste domingo (4).

Serra do Rio do Rastro fica interditada temporariamente após vendaval

Houve queda de algumas pedras, árvores e postes sobre a rodovia. Nesta manhã de terça (12), o trânsito flui normalmente no trecho, porém, com registro de vento e muita chuva.

Sábado amanhece com geada na Serra de SC e termômetros abaixo de 0°C

Árvores congelaram no Centro de São Joaquim e termômetros marcaram -4ºC.

Com temperatura negativa, Serra tem até ‘boneco de geada’