Poder Executivo

Rede municipal de ensino de Braço do Norte conta com professores itinerantes

A intenção é que esses professores prestem apoio às turmas das seis escolas municipais e dos CEIs que estão temporariamente sem professores.

Foto: Comunicação Prefeitura de Braço do Norte

Pensando na qualidade do ensino, a Secretaria de Educação, Desporto, Cultura e Turismo de Braço do Norte está desenvolvendo um projeto pioneiro na região: o professor itinerante.

A intenção, de acordo com a secretária de Educação, Claudinéia Niehues, é que esses professores prestem apoio às turmas das seis escolas municipais e dos centros educacionais infantis (CEIs) que estão temporariamente sem professores. “Este é um projeto que também visa evitar que os alunos fiquem sob a responsabilidade apenas de estagiários ou agentes de apoio”, explanou.

Para uma das professoras itinerantes, Mayara da Rosa Borba, apesar de não parecer, o desafio do professor itinerante é bastante grande. “Nosso local é a Secretaria de Educação. Somos deslocados para as escolas ou ceis quando necessário. Neste tempo em que nos encontramos fora das salas, nos dedicamos a preparar conteúdos para serem apresentados do 1º ao 9º ano”, explica. “Para se ter uma ideia, ontem mesmo um professor sofreu um acidente, sendo impossibilitado de estar na sala de aula hoje. Ao invés da turma ficar sozinha, com um estagiário ou agente de apoio, um dos professores itinerantes foi descolado para aquela sala e substituirá o professor até que ele possa retornar”.

A secretária Claudinéia e a secretária adjunta, Nívea Willemann Rocha, completam ainda dizendo que há expectativa de ampliar o projeto para o ano que vem. “Os professores itinerantes seguem o conteúdo programático do 1º ao 5º ano. Já do 6º ao 9º são trabalhados temas transversais. Nossa intenção é que para o próximo ano, os professores itinerantes do 6º ao 9º ano sejam também habilitados ao menos em português e matemática, desta forma, poderão dar seguimento às aulas”.

Para ao prefeito, Beto Kuerten Marcelino, o projeto só traz benefícios à população. “Ninguém quer que aconteça, mas às vezes os professores precisam se ausentar da sala de aula, principalmente por motivos de doença. Como não é possível por lei contratar professor temporário para este fim, os professores itinerantes foram uma solução inovadora e criativa da equipe da Secretaria de Educação para contornar um problema das escolas e CEIs”, comentou Beto. “Estamos procurando inovar e fazer da educação em Braço do Norte referência na área”, encerrou.

A turma visitada foi o 1º ano vespertino da Escola Municipal João Batista da Silva, no bairro Floresta.

Colaboração: Suham Dellatorre / Comunicação Prefeitura de Braço do Norte

Foto: Comunicação Prefeitura de Braço do Norte

Notícias Relacionadas

Projeto Educanvisa promove saúde em escolas da rede municipal de Lauro Müller

UniCesumar: melhor EAD do Brasil oferece cursos com desconto por tempo limitado em Orleans

São mais de 50 opções em cursos de graduação e pós-graduação, todos aprovados pelo MEC. Entre os mais procurados estão pedagogia, agronegócio e contabilidade.

IFSC e Gered abrem curso de formação para professores da rede estadual em Criciúma

Professor que projetou escola do sertão cearense nacionalmente compartilha vivências em Criciúma

Amaral Barbosa proferiu palestra para os professores do Programa A União Faz da Vida, do Sicredi, marcando o Dia da Educação