Geral

Redes de água e esgoto serão atualizadas no município em Imbituba

Os fiscais da Atlantis passarão de casa em casa atualizando os dados dos usuários.

Divulgação

A partir deste mês, a Prefeitura de Imbituba, através de uma empresa contratada por meio de processo licitatório, fará o recadastramento de imóveis e usuários do sistema de saneamento no município. Os fiscais da Atlantis passarão de casa em casa atualizando os dados dos usuários.

Para a segurança dos contribuintes, os profissionais estarão vestidos com as roupas da empresa, usarão crachá de identificação e estarão munidos de equipamentos eletrônicos para o recadastramento.

Segundo informações da empresa contratada, que tem sede em Tubarão, o objetivo é manter atualizados os dados dos imóveis e dos responsáveis. A partir daí, a prefeitura terá as informações necessárias para futuros investimentos em saneamento básico e demais serviços disponibilizados aos cidadãos.

De acordo com informações do Governo Municipal, pelo cadastro que foi importado da base de dados da CASAN, entre 2012 e 2013, muitas ruas de Imbituba estão cadastradas em bairros errados. Em muitas vias, os cidadãos registrados não são os moradores atuais.

A Secretária Municipal da Fazenda, Adriane Luiz, reitera, ainda, que a intenção do município é identificar e cobrar pelas taxas de água e esgoto de todas as pessoas que, realmente, recebem os serviços.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Imbituba

Notícias Relacionadas

Município e HNSC celebram convênio de R$ 1,8 milhão para custeio de atendimentos na emergência

Os recursos serão destinados ao setor de emergência da instituição.

Estado e município de Laguna indenizarão homem que ficou cego por demora em cirurgia​

Um homem de 60 anos perdeu sua visão e será indenizado em R$ 150 mil pelo Estado e pelo município de Laguna.

No mês de aniversário do ECA, Conselho Tutelar de Lauro Müller faz resumo da história e ações no município

Para lembrar e celebrar o aniversário do ECA, o Conselho Tutelar de Lauro Müller montou um histórico das ações realizadas desde 1994, ano de criação do órgão no município.

Tribunal de Justiça confirma que município de Laguna deve fechar acessos de carros à Praia do Cardozo

Na sentença, foi determinado ainda que a prefeitura promova a instalação de placas de advertência no local e fiscalize a área, sob pena de multa diária no valor de R$ 500. A decisão busca preservar o meio ambiente e proteger os banhistas.