Saúde

Região começa a receber vacina da Astrazeneca para covid-19 nesta terça-feira (26)

A diferença entre a CoronaVac e a vacina que está sendo distribuída agora é o tempo de intervalo entre a primeira e segunda dose.

Divulgação

A Gerencia Macrorregional de Saúde de Criciúma do Estado de Santa Catarina, receberam da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) receberam 2.880 da vacina de Oxford/AstraZeneca, desenvolvido em parceria com a Fiocruz, contra o coronavírus, que começam a ser distribuídas amanhã (26).

A diferença entre a CoronaVac e a vacina que está sendo distribuída agora é o tempo de intervalo entre a primeira e segunda dose. Na CoronaVac, a segunda dose precisa ser feita entre 15 e 30 dias, já a Astrazeneca de quatro a 12 semanas.

Segundo a Gerente Macrorregional de Saúde de Criciúma, Izabel Scarabelot Medeiros, ainda haverá uma reunião pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), para decidir quem deve ser imunizado, mas a tendência é para os trabalhadores que estão na linha de frente do atendimento contra a COVID-19, onde eles seriam divididos em subgrupos. Isabel ainda explica que diferente da Coronavac, a AstraZeneca, já vem com 10 doses cada frasco.

Notícias Relacionadas

Comitiva do Sul visita obras da Serra da Rocinha

A estimativa é de que sejam necessários R$ 41 milhões para a finalização, sendo que R$ 15 milhões devem ser assegurados pelo Ministério da Infraestrutura.

Presidente da ADEPOL-SC esclarece sobre movimento “Segurança em Alerta”

Movimento visa sensibilização do Executivo Estadual a respeito da reforma da previdência estadual e teve a adesão em toda SC.

Incêndio atinge indústria de alimentos em Içara

Ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros na tarde desta quinta-feira, dia 24, no bairro São José.

Colégio Satc conquista 1º, 2º e 3º lugares no Desafio Nacional Acadêmico

Escola é a primeira do Sul a conquistar a primeira colocação nacional