Geral

Retorno às salas de aula foi considerado tranquilo em Tubarão

Neste ano, a Fundação Municipal de Educação vai atender quase 8 mil alunos, englobando neste número crianças atendidas nos 32 Centros de Educação Infantil e nas 14 Escolas de Educação Básica.

Divulgação

Depois de quase um ano sem frequentar o ambiente escolar, crianças e alunos atendidos pela rede municipal de Ensino de Tubarão, retornaram às salas nessa semana.

O retorno dos estudantes foi cercado de cuidados para garantir a segurança deles e dos profissionais que atuam nas escolas e nos centros de educação infantil.

As primeiras medidas já foram tomadas com os alunos que utilizam o transporte escolar, que tiveram a temperatura medida, estavam com máscara e foram orientados a se sentar separadamente.

No portão das unidades escolares, nova medição de temperatura, uso do tapete higienizador para os calçados e do álcool em gel. Lá dentro, as carteiras separadas desenhavam um cenário diferente daquele com o qual alunos e professores estavam acostumados. No recreio, o distanciamento deixou com saudades quem estava com uma imensa vontade de dar uma grande abraço e ou de conversar.

O diretor-presidente da Fundação Municipal de Educação (FME), Maurício da Silva, avaliou como muito positivo, o primeiro dia de aula, em plena pandemia. “Nos preparamos bastante para este dia. Realizamos diversos planos, discutimos as medidas e nos dois primeiros dias de aula não houve ocorrências. Os alunos demonstraram muita compreensão e acataram com muita tranquilidade todas as nossas orientações”, observa.

Neste ano, a Fundação Municipal de Educação vai atender quase 8 mil alunos, englobando neste número crianças atendidas nos 32 Centros de Educação Infantil e nas 14 Escolas de Educação Básica próprias e nas unidades escolares conveniadas ou credenciadas. Deste total, 96 alunos não poderão frequentar as salas de aula por pertencerem a grupo de risco e 568 serão atendidos de forma totalmente on-line, por opção da família. Os demais estudarão na modalidade híbrida – alternando uma semana em casa e outra em sala de aula – atendendo o que foi apontado pela maioria dos pais que participaram de uma pesquisa realizada no ano passado pela FME.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Ameaça em sala de aula vira caso de polícia em Araranguá

Dois adolescentes disseram para todos ouvirem que fariam o mesmo que em Suzano.

História além dos limites da sala de aula

As visitas servem para gerar conhecimento sobre a realidade de instituições arquivísticas da região e seus desafios.

Alunos da rede municipal de Lauro Müller retornam às aulas

O retorno exigiu diversas mudanças para o combate a pandemia da Covid-19.

Plano de Contingência para retorno às aulas é homologado em Tubarão e Braço do Norte

O documento define estratégias e medidas preventivas para enfrentamento da pandemia.