Geral

Rincão irá recorrer de condenação por falta de transparência

Decisão de ação movida pelo Ministério Público em 2015 determina que município tenha que pagar R$ 375 mil.

Divulgação

A condenação que o Balneário Rincão recebeu por falta de transparência nas contas públicas não é definitiva. Quem garante isso é o procurador do município, Gabriel Schonfelder de Souza, que revelou que irá impugnar o cumprimento de sentença.

A ação foi realizada pelo Ministério Público em 2015, ainda na administração do ex-prefeito Décio Goes (PT), que alegava que o município não cumpria a legislação no que diz respeito ao Portal da Transparência. Pela condenação, o Executivo fica obrigado a pagar R$ 375.699,94.

De acordo com o procurador, ele não foi intimado durante a ação, e com isso, não teve chance de recorrer. “Esse processo foi feito em 2015, em virtude de irregularidades na gestão anterior, não cumprindo algumas questões da transparência pública. A procuradora da época fez a defesa, saiu a sentença, o processo subiu para Florianópolis e quando teve a decisão do tribunal, houve a intimação da procuradora da gestão anterior. Não me intimaram, o processo desceu. E agora como o Ministério Público está fazendo a execução dessa sentença, não fomos intimados ainda. Vamos ter que apresentar uma manifestação por falta de intimação”, destaca Souza.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Por chineladas em criança de quatro anos, Tribunal de Justiça mantém condenação de padrasto em Criciúma

A criança possuía várias marcas pelo corpo, em regiões das pernas, costas e nádegas.

Ex-secretário municipal de Criciúma sofre condenação por desviar valores de bolsas de estudo

O acusado foi condenado a indenizar o município em R$ 692,5 mil e a fundação educacional em quase R$ 15 mil, ambos os valores acrescidos de juros e correção monetária.

Homem que fingiu ser advogado sofre condenação após praticar falcatrua em Criciúma

Segundo a denúncia, em março de 2008 ele teria oferecido seus serviços de advogado para a vítima dar início a um procedimento de escrituração de imóvel.

Mãe e filho sofrem condenação por latrocínio de idoso de 70 anos em Içara

Segundo os autos, o crime aconteceu em dezembro de 2018, quando a vítima estava na casa da ré em uma discussão verbal