Saúde

Saiba como emitir a 2ª via do cartão de vacina nos municípios de SC

Ataque hacker no ConecteSUS comprometeu acesso ao certificado digital de vacinação

Divulgação

Sem poder acessar o certificado digital de vacinação contra Covid-19 após o ataque hacker no ConecteSUS, moradores das cidades catarinenses podem utilizar o cartão de imunização em papel. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), quem perdeu o documento pode emitir a segunda via nos municípios.

“É um documento importante que precisa ser guardado. Portanto, basta apresentar a carteirinha como comprovante de vacinação tanto para receber a segunda dose e as doses de reforço, como para comprovar a situação vacinal em estabelecimentos que se utilizam do protocolo ‘Evento Seguro'”, disse a pasta.

No cartão de vacinação constam as informações do fabricante da vacina, lote e data de aplicação. Veja abaixo como emitir a segunda via nos principais municípios de SC:

Florianópolis

Moradores de Florianópolis que perderam o cartão devem entrar em contato com o Centro de Saúde do seu bairro para emitir a nova via, informou a prefeitura. A lista completa com os contatos está no site da prefeitura.

Joinville

Em Joinville, a prefeitura informou que os moradores podem comparecer em qualquer Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) da cidade para emitir um novo comprovante, já que os dados ficam registrados no nosso sistema da Secretaria Municipal da Saúde. A lista completa das unidades está disponível no site da prefeitura.

Blumenau

Em Blumenau, os moradores podem buscar o documento nas unidades de saúde ou consultar o registro da vacina pelo aplicativo da rede municipal Pronto Mobile.

Criciúma

Em Criciúma, a segunda via do comprovante de vacinação pode ser solicitada pelo em qualquer unidade de saúde. Segundo a prefeitura, os dados das pessoas vacinadas na cidade também ficam registrados na plataforma “Minha Vacina”.

Chapecó

Conforme a prefeitura de Chapecó, neste momento, não é possível emitir uma segunda via do comprovante de vacinação.

Ataque hacker

Um ataque hacker ao aplicativo ConecteSUS e à página do Ministério da Saúde na manhã desta sexta-feira (10) fez com que os comprovantes de vacinação não pudessem mais ser acessados pelos usuários: relatos de usuários diziam que os comprovantes não apareciam no aplicativo, ou que os usuários sequer conseguiam acessá-lo.

Em nota, o Ministério da Saúde confirmou o incidente, que “comprometeu temporariamente alguns sistemas da pasta, como o e-SUS Notifica, Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), ConecteSUS e funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital”.

Segundo a nota, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e a Polícia Federal já foram acionados pela pasta para apoiarem nas investigações.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma realiza ação para relembrar um ano de vacinação e início da aplicação em crianças

Há um ano, a primeira dose da vacina contra Covid-19 era aplicada em Criciúma

Criciúma é a única cidade da Amrec a conquistar medalhas de ouro na Obmep

Ao todo, 100 alunos das escolas municipais são premiados com medalhas e menções honrosas, além de quatro professores que também foram destaques

TeleCovid: mais de 1200 atendimentos são realizados no primeiro dia

Serviço de atendimento remoto foi retomado nessa terça-feira

Fiz o Enem, que curso escolher agora? Orientadora profissional comenta afirma que curso precisa ter o DNA de cada um

A resposta pode estar nas questões básicas diárias para compreender as áreas de interesse