Geral

SAMU orienta grupo de gestantes em Turvo

Encontros semanais tem temas diversos e rodízio entre os participantes devido a pandemia do coronavírus

Divulgação

Os primeiros-socorros junto aos recém-nascidos foi o tema do encontro entre gestantes e os socorristas do SAMU. Este foi o segundo encontro de 2021 do grupo de gestantes, que está com 73 mulheres em atendimento em Turvo. Devido a pandemia do coronavírus, são revezados os grupos a cada semana, sendo que o pai também pode e deve se fazer presente nos encontros.

A fisioterapeuta obstétrica e consultora em amamentação, Kelen Gava Duminelli, descreve que os encontros do grupo de gestantes, Filhos de Turvo, ocorre todas as semanas, nas quartas-feiras, em revezamento de turmas, em virtude da pandemia do coronavírus. São 73 mulheres no momento em atendimento de pré-natal. “No grupo acolhemos a família, porque a gestação não é apenas da mãe. O casal que participa e busca informação tem uma gestação mais segura e os pais bem informados terão mais tranquilidade. Amor, carinho e informação são essenciais”, pontua. Diante dos cuidados pela pandemia, a cada semana um grupo acompanha as informações.

Divulgação

Os responsáveis pelas orientações do segundo encontro de 2021, foram os socorristas em folga do SAMU de Turvo, Laise Mafioletti Mezari e Anderson Felisberto (Dinho). Os socorristas orientaram especialmente sobre o atendimento inicial aos recém-nascidos, com foco nos casos de engasgamento, lembrando que a manobra muda a partir de cerca de dois anos até os adultos. A manobra para crianças se chama Heimlich, e os pais precisam buscar apoio rapidamente. Podem acionar os serviços de urgência e emergência, mas saber como proceder dá mais garantias para que a pessoa engasgada fique bem e sem sequelas. Desta forma, quem sabe os procedimentos pode iniciá-las, e mesmo com o desengasgamento, é fundamental procurar suporte da saúde e analisar o quadro clínico sobre o que houve. Outro fator é que na manobra nunca se indica colocar o dedo na boca da pessoa engasgada para tentar desafogar.

O secretário de Saúde, José Tadeu Arceno, e a enfermeira coordenadora da atenção básica, Renata Pacheco Ribeiro, pontuam que a administração quer que o cidadão possa ter garantias desde o momento que está sendo gestado, com o amparo da família no momento da gestação. Para eles é essencial que as famílias saibam que possam contar com a Secretaria de Saúde. A enfermeira pontua que o foco é trabalhar a prevenção e que há objetivos de assegurar que os usuários da saúde pública tenham garantias de acesso a saúde pública, através da secretaria.

O prefeito, Sandro Cirimbelli, e o vice-prefeito, Osvaldo Fávaro, endossam as palavras de Tadeu e Renata ao destacar a preocupação que o cidadão possa ser sempre bem atendido na saúde pública. “Trabalhamos ouvindo os anseios da população e buscando as possibilidades de suporte para que a equipe da saúde possa oferecer um atendimento seguro desde que a criança ainda esteja na barriga da mãe, até a terceira idade”, constata o prefeito.

Divulgação

Notícias Relacionadas

Corpo de Bombeiros realizará Curso Básico de Atendimento a Emergências on-line

Inscrições para o curso, que é gratuito, estarão abertas a partir de 1º de junho.

Estão abertas as inscrições para rainha e princesas da Cocalfest

Devido à pandemia, a escolha da corte acontecerá de forma on-line no dia 7 de julho; inscrições estarão abertas até o dia 2 de junho

Forquilhinha inicia vacinação de pessoas com comorbidades contra a Covid-19

O agendamento é feito pelas agentes de saúde com dia e a hora marcada para receber o imunizante

HSJosé recebe a doação de 80 toucas de lã

Doação realizada por moradoras de Lauro Müller irá beneficiar os pacientes oncológicos da instituição de Criciúma