Saúde

Santa Catarina começa a distribuir vacinas pediátricas contra covid-19

O estado recebeu 39,8 mil doses infantis

Divulgação

O estado de Santa Catarina começou na manhã de hoje (15) a distribuir as doses da primeira remessa de vacinas pediátricas do imunizante contra a covid-19 da Pfizer. O avião com as 39,8 mil doses infantis pousou no aeroporto de Florianópolis ontem (14), às 11h50. De lá, as doses seguiram para a Central Estadual de Rede de Frio, em São José, para organização da logística de distribuição para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina.

Segundo o secretário de Saúde de Santa Catarina, André Motta, a vacinação das crianças de 5 a 11 anos de idade é um direito de cada família e um passo importante no combate ao coronavírus. “Precisamos proteger as nossas crianças. Então, a chegada das vacinas para elas é um alento. Precisamos seguir com a vacinação no nosso estado”, disse.

O superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, reforçou a necessidade de vacinar essa faixa etária. “Proteger esse público é tão importante quanto proteger idosos, adultos e adolescentes do coronavírus. Por isso, a distribuição dessas doses será realizada em até 24 horas para que os municípios deem início à aplicação das vacinas nas crianças o quanto antes”.

Segundo o governo de Santa Catarina, a vacinação de crianças de 5 a 11 anos ocorrerá simultaneamente em dois grupos, sendo o primeiro formado por crianças com deficiência permanente (física, mental, intelectual ou sensorial); portadoras de comorbidades; indígenas; quilombolas; e que vivem em abrigos e em lares com pessoas com alto risco para evolução grave de covid-19. O segundo será das demais crianças e deve ocorrer por faixa etária, da maior para a menor idade. Sendo assim, crianças com 11 anos serão as primeiras vacinadas.

De acordo com a nota do governo estadual de Santa Catarina, as doses serão distribuídas aos municípios de forma proporcional, segundo estimativa populacional do IBGE 2020 que é de 642.800 crianças nessa faixa etária.

A população indígena será contemplada já nessa primeira remessa com 100% das doses necessárias para a imunização de todas as crianças de 5 a 11 anos. “Crianças indígenas serão vacinadas pelas áreas que atendem esse grupo. Para as demais crianças, os municípios devem organizar as estratégias de vacinação no seu território, de forma a atender simultaneamente o grupo prioritário e o grupo por faixa etária”, informa a nota.

Com informações do TNSul

Notícias Relacionadas

Ministério viabiliza reajuste de salário para agentes de saúde

Eles passarão a ganhar R$ 2.424,00

SESI inicia aulas de robótica de alto desempenho em parceria com o município de Criciúma

Cerca de 20 alunos, de 14 escolas municipais, estão participando da oficina

Mulher será indenizada após vestido arrebentar em baile e praticamente deixar ‘seio à mostra’, decide TJSC

Ação foi movida contra loja contratada. Segundo a Justiça, a alça da peça arrebentou e causou constrangimento. A sentença foi divulgada na quinta-feira e cabe recurso.

Noite de confraternização coroa o sucesso da primeira turma do PGVE realizado pela ACIO

Capacitação proporcionou o conhecimento necessário para 50 empreendedores alavancarem os resultados dos seus negócios.