Geral

Santa Catarina registra maré alta e há alerta para riscos de alagamentos

Em Balneário Rincão e outras praias do Sul de SC, o mar avançou a cobriu quase toda faixa de areia.

Divulgação

Esta sexta-feira (5) teve registro de maré alta em Santa Catarina. Em praias do Litoral do estado o mar avançou a cobriu praticamente toda faixa de areia. O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri/Ciram) emitiu alerta para riscos de alagamentos até sábado (6).

Esse fenômeno começou na quinta-feira (4) provocado por um ciclone extratropical que estava sobre o oceano, principalmente no Rio Grande do Sul, segundo Epagri/Ciram.

Mesmo assim, foi ele que causou a forte agitação marítima na costa entre Passo de Torres e Laguna. Esse ciclone também provocou temporais na quinta-feira no estado. No Sul uma nuvem rolo chamou atenção de moradores.

Na praia Morro dos Conventos, em Araranguá, o mar também avançou e chegou até os postos dos guarda-vidas. Em Balneário Gaivota e Balneário Rincão, a situação foi a mesma. Na Grande Florianópolis, algumas praias também foram totalmente cobertas pela água.

“A orientação é que o pessoal tenha bastante cuidado, até quem quer caminhar na praia. Esse repuxo do mar pode derrubar as pessoas”, alerta o bombeiro militar Gustavo Zanolli.

Com informações do G1 SC

Notícias Relacionadas

Pesquisa aponta aumento de casos de covid em 1.217 cidades esta semana

O número corresponde a 33,9% das 3.591 prefeituras ouvidas

Governo de SC vai prorrogar estado de calamidade pública até 30 de setembro

Com a medida, o Estado fica desobrigado de cumprir algumas metas fiscais, o que facilita o combate ao vírus

Santa Catarina avança na certificação de propriedades livres de brucelose e tuberculose

A intenção da Secretaria da Agricultura é ampliar o número de certificações, para que esse seja mais um diferencial competitivo do agronegócio catarinense

Governo do Estado abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A empresa que for selecionada na licitação terá seis meses para executar um estudo identificando onde poderá passar essa nova rodovia