Saúde

Santa Catarina tem 103 municípios infestados pelo mosquito da dengue

Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica, houve um aumento de 6,19% no número de cidades do Estado infestadas pelo Aedes aegypti comparado ao mesmo período do ano passado

Divulgação

Os dados do último boletim epidemiológico da dengue divulgado pela Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) nesta quinta-feira (21) apontam que 103 municípios de Santa Catarina estão infestados pelo Aedes aegypti.

Divulgação

Divulgação

Em relação ao mesmo período de 2020 (de 3 a 16 de janeiro), quando 97 municípios estavam nesta condição conforme o boletim, houve um aumento de 6,19%.

No mesmo período foram registrados 2.814 focos do Aedes aegypti em 110 municípios do Estado, o que significa um aumento de 157,2% de focos do mosquito em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram identificados 1.094 focos em 83 municípios.

Conforme a Dive, foram notificados ainda 163 casos suspeitos de dengue. Desses, um foi confirmado, 29 foram descartados e 133 estão sob investigações pelos municípios, ou seja, 81%.

Os casos notificados também aumentaram se comparados os dois anos. Em 2020 foram notificados 148 casos, ou seja, um aumento de 10%. Já em relação aos casos confirmados, houve uma diminuição significativa, pois foram registrados 39 casos no ano passado contra apenas um em 2021.

Com informações do NDMais

Notícias Relacionadas

DIC de Criciúma prende donos de farmácia por venda criminosa de remédios

Os proprietários da farmácia. R. C., de 58 anos, e a esposa, S. R. V., de 56 anos, foram encaminhados ao presídio local.

Escolinha de Iniciação Esportiva Esucri: inscrições gratuitas

Projeto visa incentivar a prática de atividades físicas por meio do esporte

São Ludgero registra duas mortes por Covid-19 em menos de 24 horas

Até ontem, terça-feira, 15 de junho, São Ludgero tinha confirmado 2.778 casos, 102 ativos, 2.643 recuperados, 39 suspeitos e 5.510 exames descartados

Prefeitura de Criciúma deve entregar novas UBSs em quatro bairros

Objetivo é garantir um atendimento ainda mais humanizado e acessível à população, com nova infraestrutura e equipamentos