Educação

Satc amplia parcerias com a USP para estudos sobre estocagem de CO2

Ações envolvem também a criação de um mestrado profissional em Engenharia Metalúrgica

Divulgação

Os estudos que envolvem a captura de CO2 já fazem parte do escopo de trabalho dos pesquisadores da Satc. Agora, eles passam a incluir um outro tema, a estocagem de carbono. Essa pesquisa integra estudos maiores desenvolvidos pelo Instituto de Energia e Ambiente (IEA) da Universidade de São Paulo (USP).

Nesta semana, o professor doutor Colombo Celso Gaeta Tassinari, diretor do IEA, esteve no Centro Tecnológico Satc (CTSatc) para conhecer as iniciativas em desenvolvimento e discutir novos passos. Durante a visita, o professor Colombo foi recebido pelos diretores da Satc, Fernando Luiz Zancan, Márcio Zanuz, por pesquisadores do Centro Tecnológico e pelo coordenador de Engenharia de Minas da UniSatc, André Smaniotto.

“Foi importante apresentar os projetos que estão em execução e envolvem a área de captura de carbono. Agora, definimos outras iniciativas que vão ampliar a parceria que a Satc já possui com a USP”, informou Zancan.

O acordo de cooperação entre o Instituto de Energia e Ambiente da USP e a Satc foi formalizado no ano passado e tem duração até 2026. Os pesquisadores do CTSatc se unirão aos da USP para ampliar os estudos que envolvem a estocagem de carbono para Santa Catarina.

Outro foco da parceria é ampliar a qualificação profissional. Para isso, está em andamento a criação de um mestrado profissional em Engenharia de Minas.

Notícias Relacionadas

Cachorro “aussaltante” é flagrado ao levar salame de padaria em Criciúma; veja vídeo

Tutor do animal se dispôs a pagar pelo prejuízo, mas padaria deixou salame de cortesia

Sequestro relâmpago acaba em grave acidente em SC

Duas pessoas foram feitas reféns no sequestro relâmpago; o criminoso tomou a direção do carro, mas bateu em seguida

Cidades da Serra têm alta de até 60% na economia em maio incomum com neve

Restaurantes, lojas e postos de combustíveis reforçaram lucros com "boom" de turistas

Serra do Corvo Branco é liberada de Urubici até o corte

Equipes coordenadas pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) trabalham na limpeza da rodovia e na recuperação de encostas há cerca de 10 dias, quando fortes chuvas atingiram Santa Catarina