Educação

Satc apresenta projeto da Cidade do Conhecimento à Unesc

Instituições de ensino são fundamentais para estimular a formação de talentos

Divulgação

O futuro que se vislumbra com o projeto da Cidade do Conhecimento é agregador, coletivo e transformador. Os diretores da Satc e do Siecesc apresentaram à reitoria da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) a proposta que envolve a Cidade do Conhecimento, a parceria com a israelense BaseCamp e o diagnóstico que será preparado.

“Entre os pilares da transição energética justa está a inovação. Esse projeto é maior que a Satc, maior que a região. É função das entidades educacionais sediadas em Criciúma, e que contribuem com o desenvolvimento da região sul do estado de Santa Catarina, estarem participando”, ponderou o diretor executivo da Satc, Fernando Luiz Zancan.

Participaram do encontro, realizado nesta terça-feira (8), a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, e a pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Gisele Coelho Lopes. “Esse é um desafio que realmente vai exigir a união de muitos. Estou encantada com o projeto e podem contar com a Unesc como parceira. Temos certeza que é algo que dará certo”, ressaltou a reitora.

O presidente do Sindicato da Indústria de Extração do Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc), Valcir Zanette, que hoje também é presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), destacou o empenho da classe empresarial para formar talentos e retê-los na região. “Percebemos que muitos estão indo embora. Temos aqui experiência, conhecimento e criatividade. Temos tudo para dar certo”, afirmou.

Os próximos passos para o andamento do projeto da Cidade do Conhecimento envolvem diretamente o diagnóstico que será feito pela equipe da BaseCamp. “Esse olhar será fundamental sobre a região. Caberá à BaseCamp observar todos os aspectos do ecossistema regional, identificando as potencialidades e dando as diretrizes do trabalho”, comentou o reitor da UniSatc, Carlos Antônio Ferreira. O grupo de Israel chega no início de abril a Criciúma.

Sobre a Cidade do Conhecimento

A proposta envolve uma área de 70 hectares que terá uma cidade inteligente. Sustentável no ponto de vista de geração de energia, emissão zero de carbono e reutilização de água da chuva. Terá um grande centro de eventos, hotéis, apartamentos residenciais e estrutura de lazer para que os integrantes possam morar no local.

Junto com a Satc e BaseCamp, já são parceiras da Cidade do Conhecimento as empresas AGPR5, Alcino Zanatta Ferragens, AM Formaturas, Brametal, DeLupo, Diamante, Rio Deserto, Farben e Open Market, Ferrovia Tereza Cristina, Plasson, e Urussanga Minérios.

Notícias Relacionadas

Motorista embriagado atropela criança e adolescente perto de escola na Serra de SC

Homem fez o teste de bafômetro após a colisão

Cidade de SC oferece abrigo emergencial para pessoas em situação de rua após alerta de frio intenso

Estrutura é aberta nas noites de forte frio, quando as temperaturas ficam abaixo de 10 ºC; nesses dias, as abordagens e atendimentos são feitos das 19h às 7h

Estado anuncia que ampliará leitos de UTI infantil

Unidades de Terapia Intensiva para bebês e crianças enfrentam problema de superlotação em SC

Sensação térmica pode chegar a -20°C na Serra de SC; saiba como se proteger

O frio intenso que atinge Santa Catarina nesta semana pode provocar sensações térmicas abaixo de 0°C em algumas cidades do Estado. No alto da Serra, a previsão é de que moradores sintam frio de até -20°C.