Educação

Satc renova selo de signatária do Movimento ODS

Ações desenvolvidas pela instituição em todos os níveis permitiram renovação do selo

Foto: Divulgação

Entender na prática o que significa o movimento que trabalha os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). As 17 ações propostas pelas Nações Unidas envolvem a criação de uma consciência ecológica e social que permitirá o avanço para um mundo mais justo, equilibrado e sustentável. A Satc, que foi a primeira instituição de ensino de Criciúma a adotar as práticas dos ODS, renovou, mais uma vez, o selo de signatária.

As iniciativas permeiam as ações em todas as áreas do ensino, setores administrativos e operacionais. “Há um comprometimento com ações e projetos na instituição. Desde 2017, quando a Satc se tornou signatária isso vem sendo fortalecido, criando uma cultura que envolve os objetivos do desenvolvimento”, reforça a responsável pelos ODS na Satc, Regina Freitas Fernandes.

A renovação, por mais um ano, do selo do Movimento ODS Santa Catarina, demonstra a realização de ações nesse sentido. “O selo é o reconhecimento pelos compromissos cumpridos”, afirma Regina. São ações que ocorrem em todos os setores da instituição. Na área educacional, por exemplo, os projetos especiais são desenvolvidos em todos os níveis, da educação infantil ao ensino superior.

Entre os alunos do ensino integral, do 3º ao 5º ano do fundamental, as ações não são diferentes. “Procuramos desenvolver, com cada turma, propostas específicas, mas que contemplem os objetivos”, explica a professora Emanuele Toldo. Junto com a professora Deisi Leandro, que também atua com os estudantes do ensino integral, o projeto envolve temas diversos.

Entender mais o Consumo de Produção Responsável, que é o ODS 12, e Água Potável e Saneamento, que envolve o 6, são pontos que serão trabalhados com os alunos durante as aulas. “Queremos que eles entendam como os Objetivos estão presentes no dia a dia e fazem parte da nossa realidade”, ressalta a professora Deisi.

Para isso, a equipe preparou uma série de ações. Visitas internas aos laboratórios de análise de água ou ao setor de reciclagem de lixo. “Queremos que as turmas vejam de perto o que está sendo feito e aprendam como podem contribuir para esses objetivos”, informa Emanuele.

Conhecer a Agenda 2030

Uma das primeiras iniciativas do projeto com as turmas do Integral foi realizar uma conversa com Regina. O tema central foi “Agenda 2030”, trazendo aspectos do que é a sustentabilidade, consumo consciente e a importância dos 5Rs. “Os alunos ficaram atentos e interagiram contando sobre suas vivências com a água, o consumo no dia a dia e a preocupação com esse recurso natural”, informou a professora Deisi.

A Agenda 2030 foi estabelecida pelas Nações Unidas (ONU) e é uma declaração que traz os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Divididos em 169 metas, os ODS traçam os meios para implementação de parcerias, locais, regionais e globais, para chegar a esses objetivos.

Notícias Relacionadas

Embarcação vira com quatro pescadores no Balneário Rincão

Ocorrência foi atendida pelo Serviço Aeromédico (Saer)

Covid-19: chega ao fim estado de emergência em saúde pública no Brasil

Segundo o governo, nenhuma política pública de saúde será interrompida

Homem de 57 anos é preso após tentar beijar menina de 11 anos à força, em Orleans

Fato ocorreu na Rua Aristiliano Ramos, na tarde deste sábado, dia 21.

Número de transplantes de rim caiu nos últimos dois anos

Sociedade Brasileira de Urologia lançou campanha para estimular doação