Geral

Saúde de Criciúma realiza mutirão para diminuir as filas de cirurgia de catarata

Secretaria Municipal de Saúde recebeu pacientes que precisam passar pelo procedimento.

Divulgação

Com o objetivo de zerar as filas para a cirurgia de catarata, a Secretaria Municipal de Saúde promoveu um mutirão de orientações e encaminhamentos para os pacientes durante esta quinta-feira (6), no Salão Ouro Negro, do Paço Municipal Marcos Rovaris. Outros três mutirões já foram realizados e todos zeraram as filas. Uma das doenças responsáveis por levar à cegueira, a catarata é uma lesão ocular que torna o cristalino (lente dos olhos) opaco, deixando a visão nebulosa. A enfermidade é mais comum em idosos, já que a doença se desenvolve com o passar da idade.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, o aumento da expectativa de vida no país resulta na maior necessidade de realizar o procedimento. “Em 2018, saíram mais de 24 mil pessoas da fila de espera para esta cirurgia em Santa Catarina. Agora, temos cerca de 200 pacientes aguardando em Criciúma. Em uma parceria entre o Governo Federal, estadual e municipal, esperamos limpar a fila o mais rápido possível”, salientou Casagrande.

Só nas primeiras horas da manhã, mais de 40 pessoas compareceram ao Paço Municipal. “Estamos realizando esse mutirão de filas para cirurgia de catarata para dar orientações, entregar exames e fazer o encaminhamento para as cirurgias. Depois eles retornam ao oftalmologista da rede para ver se tem a necessidade de usar óculos ou não. Em muitos casos não precisa”, explicou a técnica responsável pelo mutirão, Jaqueline Zanandrea.

Colaboração: Comunicação DECOM

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

Estado e município de Laguna indenizarão homem que ficou cego por demora em cirurgia​

Um homem de 60 anos perdeu sua visão e será indenizado em R$ 150 mil pelo Estado e pelo município de Laguna.

Justiça confirma resultado de licitação que gerou economia de R$ 12 milhões pela Saúde do Estado

A licitação foi realizada pela Secretaria da Saúde para fornecimento de ventilação domiciliar e tratamento de oxigenoterapia a pacientes catarinenses.

Médica é condenada por morte de paciente após cirurgia em Orleans

O fato aconteceu em setembro de 2014, quando a vítima havia sido internada para a retirada de um cisto no ovário.