Trânsito

SC-390 será interrompida, na próxima semana em Lauro Müller, para corte de árvores

Administração Municipal fará a supressão vegetal no bordo da rodovia estadual, entre o bairro Arizona até a Bela Vista, no local onde será construída a pista de caminhada.

Divulgação

A SC-390 será interrompida em Lauro Müller, no segmento entre os bairros Arizona e Bela Vista, para corte de árvores no local onde será construída a pista para pedestres (caminhada). A supressão vegetal será feita entre os dias 3 e 4 de setembro – terça e quarta-feira, e, com a interrupção na rodovia estadual, o fluxo de veículos será desviado para dentro da cidade, com sinalização provisória de obras indicando as rotas alternativas.

Serão retiradas cerca de 80 árvores, a maioria eucaliptos (espécie exótica), com alturas e diâmetros variadas, sendo que todas as plantas que estiverem dentro do espaço da construção serão cortadas e retiradas do local. A logística de corte e remoção será feita por empresa e acompanhada por equipe especializada. Em caso de necessidade, será acrescido mais um dia para finalizar toda a supressão, comunicado com antecedência. Chovendo, os trabalhos serão cancelados.

Durante os trabalhos, os veículos serão desviados para ruas próximas mantendo circulação sentido Litoral-Planalto Serrano (e vice-versa). Para isso, as ruas Orleans e Walter Vertelli, na região Central da cidade, serão preparadas com sinalização provisória e vão receber o fluxo da rodovia. Os motoristas deverão seguir a orientação dada por esta sinalização, respeitando os limites de velocidade e a movimentação dos pedestres.

Todos os órgão envolvidos e responsáveis pela segurança e monitoramento do trânsito foram comunicados dos trabalhos. A PM e a Polícia Militar Rodoviária farão o acompanhamento dos trabalhos. A Secretaria de Obras e Serviços Públicos também estará envolvida nos trabalhos, para agilizar a supressão e restabelecimento do tráfego.

Pista para pedestres (caminhada) – O serviço de remoção da vegetação no bordo da SC-390 é necessária para a construção de uma nova pista para circulação de pedestres (caminhada), com 955 metros de extensão. A pista vai ligar a Praça Paulo Gazola, no Arizona, até a Coopertran (somente referência), proporcionando segurança e conforto para quem circula a pé entre os aglomerados urbanos.

Segundo o Prefeito Valdir Fontanella, a interrupção é necessária para garantir a segurança dos trabalhadores envolvidos no corte das árvores e, principalmente, para os usuários da SC-390. “Nossas equipes trabalharam arduamente para definir uma estratégia de trabalho que possibilitasse que o corte seja feito, sem que os motoristas que trafegam pela rodovia estadual fiquem muito tempo parados. Os transtornos são para um bem maior, uma obra necessária em nosso município, que vai dar segurança para que anda a pé ou quer praticar a caminhada”, afirma o prefeito.

A plataforma liga duas pontes pênseis, uma ponte de concreto, o Terminal Rodoviário Rolando Périco, estabelecimentos comerciais e residências. Para informações, a Administração Municipal de Lauro Müller disponibiliza o telefone (48) 3464-3122 para mais informações.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Lauro Müller 

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.

Senador garante R$ 40 milhões e obras da Serra da Rocinha não sofrem ameaça

Obras de recuperação da SC-390 começam nesta terça-feira

Assinatura da ordem de serviço, com a presença do Governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira e o Secretário de Infraestrutura do Estado Paulo França, está prevista para acontecer na quarta (26), em Orleans.

Governador admite que atraso da licitação para recuperação da SC-390 está sendo “sinal de incompetência”

Moreira fez declaração ao ser questionado pelo Portal Sul In Foco nesta segunda (30). Em março, o Governo do Estado autorizava o processo de licitação.