Saúde

SC enfrenta novo surto de Covid com alta procura por hospitais e aumento de 560% nos casos

Situação motivou alerta da Dive-SC a serviços de saúde para “aumento expressivo” de quadros gripais

Divulgação

Santa Catarina enfrenta um novo surto de Covid-19. O avanço da variante Ômicron, que desde a semana passada já tem transmissão comunitária no Estado (quando não é possível identificar a origem do contágio) tem aumentado o número de novos casos.

O último boletim epidemiológico mostra um aumento de 560% no número de casos de Covid-19 entre as duas últimas semanas de 2021 —de 19 de dezembro a 1º de janeiro de 2022.

O levantamento divulgado na terça-feira (4) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) afirma também que o modelo de previsão “indica uma tendência de crescimento na média móvel”. O alerta é ainda maior nas regiões de Joinville e a Grande Florianópolis.

O documento estimava 2,8 mil novos nesse período de 10 dias, mas somente nesta quarta-feira (5) o Estado já registrou esse total de diagnósticos positivos para o coronavírus, com 2,7 mil casos.

O boletim da Dive-SC também faz um alerta para a população reforçar as medidas de prevenção e também aos serviços de saúde para que “estejam preparados para um aumento expressivo no número de casos de Síndrome Gripal”.

“Não é hora de se sentir seguro”, diz infectologista

A médica-infectologista Carolina Cipriani Ponzi afirma que ainda é cedo para apontar que esses picos da doença representem uma nova onda, mas confirma o aumento de casos em todo o Estado. Ela afirma que este momento tem relação com a Ômicron, que é “extremamente mais contagiosa”, e também com o período de fim de ano, em que as pessoas participam mais de festas e encontros.

— A orientação é quase que bater na mesma tecla do uso da máscara, de respeitar o distanciamento, cuidar da higiene das mãos, evitar aglomerações. Não é hora de se sentir seguro. Se você tiver sintomas, mesmo que seja só uma “dorzinha de garganta”, porque temos visto muita dor de garganta associada à Covid, se isole e não vá expor outras pessoas — afirma.

Alta procura em hospitais e postos de saúde de SC

A alta de casos, de fato, já tem provocado uma corrida aos serviços de saúde. Nesta quarta, o Hospital Universitário de Florianópolis alertou para a superlotação da emergência. A unidade teve aumento de 380% no número de pessoas com sintomas respiratórios entre dezembro e janeiro está com a capacidade técnica “no limite”, segundo nota.

Ainda em Florianópolis, o novo centro de testagem para Covid também registrou fila de mais de um quarteirão na quarta-feira. O município também anunciou a ampliação do atendimento na UPA do Norte da Ilha para comportar o aumento no número de pacientes que procuram o local.

A situação se repete também em outras cidades de SC. Em Joinville, pronto-atendimentos ficaram lotados por três dias seguidos. A cidade chegou a anunciar novas medidas para enfrentar o surto de Covid e gripe, como mais testes e mudanças no atendimento. Entre as ações está a reabertura da central de vacinação no Centreventos Cau Hansen.

Blumenau foi outra cidade que teve lotação nas unidades de saúde com pacientes à procura de atendimento para sintomas respiratórios. Os postos chegaram a atender 10 mil pessoas na segunda-feira, 10 vezes mais do que na mesma data de 2021.

Até mesmo a rede particular sente os efeitos da corrida de pacientes por atendimento e diagnóstico. Os testes pra Covid sumiram de farmácias de regiões como o Litoral e a Grande Florianópolis, que recebem grande número de turistas nesta época do ano. A expectativa é de que somente a partir do fim de semana a situação dos estoques possa retornar à normalidade.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

PM salva criança de dois meses que se engasgou em Balneário Rincão

Segundo a PM, a guarnição estava indo para a Zona Sul quando foi surpreendida pelos pais

Drogas e quase R$2 mil em tráfico são apreendidos em Tubarão

Uma dupla foi presa por estar realizando o comércio ilegal de drogas

SC volta a ter 80% de ocupação nos leitos de UTI adultos após seis meses

Segundo dados do Painel do Coronavírus, ao menos 257 pessoas estão internadas com Covid-19 no Estado

Mais de 6 mil maços de cigarros são apreendidos na BR-101, em Paulo Lopes

A carga foi avaliada em R$ 20 mil