Geral

SC envia quinta equipe do Corpo de Bombeiros para ajudar as vítimas do RS

Novo revezamento de Força-Tarefa (FT) acontece nesta segunda-feira (27), com 12 novos bombeiros atuando no estado gaúcho

Foto: Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) vai realizar um novo revezamento das equipes de Força-Tarefa (FT) nesta segunda-feira (27), para seguir com as buscas das vítimas que estão desaparecidas após a catástrofe climática que atingiu o Rio Grande do Sul. Esta é a quinta equipe enviada ao estado gaúcho desde o início das enchentes.

De acordo com o CBMSC, o foco do trabalho segue sendo a busca por pessoas que estão desaparecidas, seja por conta das enxurradas ou pelo deslizamentos ocasionados pelo evento climático. No total, serão enviados 12 bombeiros militares, dois cães de buscas, seis viaturas, drone e equipamentos para Intervenções em Áreas Deslizadas (IAD).

As equipes são de Balneário Camboriú, Joaçaba, Xanxerê, Curitibanos e Lages, e irão se apresentar no município de Cruzeiro do Sul, por volta das 12h, onde devem receber as orientações para planejamento das buscas.

— Sabemos o que é vivenciar os estragos desses eventos extremos, por isso nos solidarizamos com todos os gaúchos e estamos compartilhando o conhecimento e a expertise das nossas equipes para, neste momento, potencializar a busca por pessoas que infelizmente seguem desaparecidas — afirma o Comandante-Geral do CBMSC, coronel Fabiano Bastos das Neves.

A atuação dos binômios – dupla formada por bombeiro militar e cão de busca – é fundamental nesta etapa das buscas. Segundo o CBMSC, somente os animais, que são certificados para este tipo de atividade, possuem capacidade para localizar vítimas nessas áreas de grande acúmulo de detritos e entulhos trazidos pelas enxurradas e deslizamentos.

Bombeiros de SC salvaram mais de 3 mil vidas no RS

Desde quando as equipes foram envidas ao Rio Grande do Sul, na madrugada de 1º de maio, os bombeiros militares de Santa Catarina já salvaram 3.051 pessoas e 560 animais. Além disso, 19 vítimas em óbito foram encontradas, sendo três delas com ajuda dos cães guias.

Segundo o CBMSC, a principal dificuldade encontrada pelas equipes, desde as primeiras atuações, foram os acessos às áreas de trabalho. Nas regiões em que foram realizados os resgates das pessoas que estavam ilhadas, em grande parte das vezes, as correntezas atrapalharam os trabalhos dos bombeiros. Já nas atuações que tiveram como foco a busca por vítimas em áreas deslizadas, foi a falta de acesso terrestre, por conta da interdições de vias e/ou destruição parcial ou total de pontes.

Nessas situações, o CBMSC contou com o apoio das aeronaves da Polícia Civil (PCSC) e da Polícia Militar (PMSC), ambas de Santa Catarina, e do Exército Brasileiro, que contribuíram para o mapeamento das áreas de busca e planejamento das ações na região de Canoas, transporte dos bombeiros militares, cães e equipamentos para buscas em Roca Sales e em comunidades isoladas, em Cruzeiro do Sul.

Recursos enviados ao Rio Grande do Sul

147 bombeiros militares
13 cães de busca
48 viaturas
40 embarcações
19 motores de popa
2 caminhões
1 Auto Posto Comando
1 mini-escavadeira
1 quadriciclo
Equipamentos para busca e resgate em áreas inundadas e em deslizamentos
Drones

Catástrofe no Rio Grande do Sul

Subiu para 169 o número de pessoas que morreram em função das enchentes que assolam o Rio Grande do Sul. Conforme o boletim da Defesa Civil divulgado às 9h desta segunda-feira (27), há 56 pessoas desaparecidas e 806 feridos.

No total, 2,3 milhões de pessoas foram afetadas pelas chuvas. Desse número, 55.813 pessoas estão em abrigos e outras estão 581.638 desalojadas nas casas de familiares ou amigos. Dos 497 municípios gaúchos, 469 relataram problemas relacionados ao temporal.

Com informações do NSC Total

Notícias Relacionadas

Mulher é morta a facadas pelo namorado após discussão por ciúmes em Criciúma

Namorado confessou ter usado uma faca de cozinha para matar a vítima em Criciúma

Tigre entra em campo pressionado neste domingo

Pescadores capturam mais de 780 mil tainhas na modalidade arrasto de praia

Corpo de homem é encontrado boiando em rio em Treze de Maio