Segurança

SC lança operação Verão Seguro nesta segunda

Conjunto de ações para a temporada 2021/2022 é esperado para atender a demanda da volta do alto fluxo de turistas no Estado

Divulgação

O governo de Santa Catarina lança na manhã desta segunda-feira (20) a operação Verão Seguro: um conjunto de ações voltadas para a temporada de verão de 2021/2022, que envolvem 25 setores do Estado.

Em uma situação sanitária bem distinta do ano passado – quando foram investidos R$ 134 milhões -, o fluxo de turistas deve aumentar consideravelmente no Litoral catarinense. Com isso, a expectativa é de reforços para suportar a demanda.

O lançamento será realizado no Bolsão da Casan, na Avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis, às 10h desta segunda. O governador Carlos Moisés é presença confirmada no evento.

As ações do Verão Mais Seguro envolvem 25 setores do Estado, entre eles administração direta e indireta, sob coordenação da Santur (Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina).

De acordo com o governo catarinense, as iniciativas devem ser relacionadas aos seguintes tópicos:

  • Promoção de Santa Catarina como destino turístico;
  • Segurança pública;
  • Proteção a banhistas;
  • Fiscalização rodoviária;
  • Monitoramento meteorológico;
  • Fornecimento de água e energia elétrica;
  • Acessibilidade;
  • Balneabilidade;
  • Infraestrutura;
  • Cuidados quanto à transmissão do coronavírus e Vigilância Epidemiológica e Sanitária.

“Verdadeira força-tarefa”: Santur antecipa medidas em reunião com consulado uruguaio

A Santur organizou uma conversa com o consulado uruguaio para garantir que o Estado “se prepara para receber um alto fluxo de turistas nesta temporada”.

A reunião ocorreu de forma virtual e assuntos como o contexto sanitário, fronteiras, pedágios e a Operação Verão foram abordados.

“Montamos uma verdadeira força-tarefa para atender os turistas e a população catarinense durante a temporada. E é muito importante esse tipo de conversa e aproximação com os consulados para esclarecer e tirar dúvidas. Estamos aqui para dar o maior apoio possível aos turistas que chegarão a Santa Catarina”, disse o presidente da Santur, Renê Meneses.

Vale lembrar que, para entrar no Brasil, é preciso apresentar o comprovante de vacinação ou teste antígeno ou de RT-PCR realizado com até 72h de antecedência à entrada em território brasileiro.

Relembre como foi a operação Verão Seguro para a temporada 2020/2021

Com o Mapa de Risco para Covid-19 todo “no azul” depois do avanço da vacinação em Santa Catarina, a situação é bem diferente do verão passado.

Para o verão de 2020/2021, a principal preocupação era a segurança sanitária nas cidades catarinenses, e o fluxo esperado de turistas era bem inferior ao da temporada atual.

Na ocasião, o governo investiu cerca de R$ 134,1 milhões em segurança, fornecimento de água e energia, meio ambiente, Defesa Civil, saúde, turismo e infraestrutura.

Foram 8.448 profissionais atuando no eixo de segurança (PMSC, PCSC, Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa e IGP). Eles contaram com 1.304 veículos terrestres, aquáticos e aéreos. O investimento foi de mais de R$ 44 milhões para garantir a operação.

Na temporada passada, foram chamados ainda cerca de 1.500 guarda-vidas civis.

O investimento somado para Casan e Celesc foi de cerca de R$ 34 milhões.

Já para as áreas de Saúde e Defesa Civil foram investidos mais de R$ 32 milhões.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

PM salva criança de dois meses que se engasgou em Balneário Rincão

Segundo a PM, a guarnição estava indo para a Zona Sul quando foi surpreendida pelos pais

Drogas e quase R$2 mil em tráfico são apreendidos em Tubarão

Uma dupla foi presa por estar realizando o comércio ilegal de drogas

SC volta a ter 80% de ocupação nos leitos de UTI adultos após seis meses

Segundo dados do Painel do Coronavírus, ao menos 257 pessoas estão internadas com Covid-19 no Estado

Mais de 6 mil maços de cigarros são apreendidos na BR-101, em Paulo Lopes

A carga foi avaliada em R$ 20 mil