Segurança

SC registra quase 300 incêndios em uma semana e bombeiros têm alerta para dezembro

O número marca uma média de 42 incêndios diários no Estado desde o fim de novembro, um aumento de 184% em relação ao mesmo período do ano passado

Divulgação

Dezembro começou com uma frequência preocupante de casos de incêndio em Santa Catarina. Na última semana, 299 ocorrências foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros no Estado. O levantamento da corporação é de 29 de novembro até esta segunda-feira (6) e aponta uma média de 42 incêndios registrados por dia. Os números apresentam um aumento de 184% em relação ao mesmo período do ano passado – que registrou 105 ocorrências.

Os registros incluem fogo em vegetação, edificação, lixo, transporte, embarcações e transformadores. As causas são diversas, mas, segundo a meteorologista da Epagri Ciram, Gilsânia Cruz, os incêndios em vegetação possuem relação com a baixa umidade do ar e temperaturas quentes.

Com a previsão de um verão mais seco que o normal no Estado, a tendência é de que os números de queimadas aumentem ainda mais, principalmente no Oeste, que apresenta um volume de chuva menor do que nas outras regiões, conforme explica a especialista.

Dezembro pode ser, ainda, um mês com grande número de incêndios em edificações, segundo o Tenente Walter Pereira de Mendonça Neto, do Corpo de Bombeiros do Estado. Ele explica que o número maior de pessoas em Santa Catarina, por conta da temporada de verão, faz com que esses números aumentem. As ocorrências, geralmente, são de origem elétrica – aparelhos que ficam ligados na tomada, por exemplo.

– As cidades do litoral recebem reforços para esses meses de fim de ano. Para os incêndios de vegetação, são atividadas as Forças Tarefas do Estado, que ficam de prontidão – explicou Neto.

Neste ano, 8.966 ocorrências de incêndios foram atendidas no Estado até esta segunda-feira. O número é menor do que em 2020, quando registrou no mesmo período – 1 de janeiro a 6 de dezembro – 11.704 casos.

Em 2021, pelo terceiro ano seguido, incêndios em vegetação são os registros mais comuns em SC. Foram 3.606, de acordo com os bombeiros. Em edificações, foram 2.518 ocorrências. Os outros 2.842 incêndios aconteceram em lixo, terrenos, meio de transportes e embarcações.

A agropecuária extensiva e o desmatamento favorecem a ocorrência desses incêndios, conforme explica o geógrafo Lindberg Júnior, do laboratório de climatologia aplicada da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O número de ocorrências, segundo ele, se agrava em períodos de estiagem, secas e crises hídricas, o que tem ficado mais frequente nos últimos tempos e é consequência do efeito estufa.

Como evitar

Segundo especialistas, para evitar incêndios em vegetação é importante tomar alguns cuidados:

  • Evitar fumar em locais com vegetação; 
  • Não jogar pontas de cigarro no chão;
  • Nâo acender fogueiras próximas a vegetação; 
  • Não deixe nenhum material que possa queimar nas proximidades de um local com vegetação. 

Já os incêndios em edificações podem ser evitados com algumas atenções:

  • Não deixar aparelhos na tomada quando não há ninguém em casa; 
  • Evitar deixar panelas no fogo ao sair da residência; 
  • Deixar fogão de gás fora da cozinha; 
  • Ter um sistema elétrico na casa bem instalado.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

PM salva criança de dois meses que se engasgou em Balneário Rincão

Segundo a PM, a guarnição estava indo para a Zona Sul quando foi surpreendida pelos pais

Drogas e quase R$2 mil em tráfico são apreendidos em Tubarão

Uma dupla foi presa por estar realizando o comércio ilegal de drogas

SC volta a ter 80% de ocupação nos leitos de UTI adultos após seis meses

Segundo dados do Painel do Coronavírus, ao menos 257 pessoas estão internadas com Covid-19 no Estado

Mais de 6 mil maços de cigarros são apreendidos na BR-101, em Paulo Lopes

A carga foi avaliada em R$ 20 mil