Geral

SC tem 1,7% dos adultos autodeclarados bi ou homossexuais, mostra IBGE

Estado tem também cerca de 222 mil pessoas não sabem ou se recusaram a responder estudo

Divulgação

Cerca de 93 mil adultos em Santa Catarina declararam ser homossexuais ou bissexuais em estudo inédito realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número representa 1,7% das pessoas com 18 anos ou mais que viviam no Estado em 2019. No país, a proporção é parecida, de 1,8%, equivalente a cerca de 2,9 milhões.

O levantamento faz parte da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), que se divide em módulos e agora investigou a população brasileira a partir do quesito orientação sexual, pela primeira vez e em caráter experimental. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (25).

Ainda em Santa Catarina, entre os 5,642 milhões de adultos que o Estado tinha há dois anos, 94,4% afirmavam ser heterossexuais, ou seja, cerca de 5,325 mi.

Outras 222 mil pessoas (3,9%), no entanto, não souberam ou se recusaram a responder, o que pode envolver até o medo em assumir a própria orientação sexual, segundo a coordenadora da pesquisa, Maria Lucia Vieira. Por conta disso, a pesquisa domiciliar tratou de garantir a privacidade do informante no momento da coleta.

— Diversos fatores podem interferir na verbalização da orientação sexual, como o contexto cultural, morar em cidades pequenas, o contexto familiar, se sentir inseguro para falar sobre o tema com uma pessoa estranha, a desconfiança com o uso da informação, a indefinição quanto a sua orientação sexual, a não compreensão dos termos homossexual e bissexual, entre outros — diz ela, em nota do IBGE.

A nível nacional, os maiores percentuais dos que não souberam (2,1%) ou se recusaram a responder (3,2%) estão entre os mais jovens, de 18 a 29 anos, o que, ainda segundo Vieira, corresponde a estudos de outros países e indica uma fase em que é mais comum os adultos ainda estarem em processo de entendimento da própria sexualidade.

Ainda assim, os mais jovens, em comparativo entre faixas etárias, dizem respeito também ao maior percentual de quem se declarou bi ou homossexual (4,8%).

O número também é maior quando trata de pessoas com maior renda e instrução, o que, segundo a coordenadora do estudo, mostra que elas têm menos barreiras e maior entendimento dos termos usados.

A divulgação também trouxe dados das capitais. Em Florianópolis, 3,4% dos habitantes (14 mil) são bi ou homossexuais autodeclarados, percentual maior se comparado a todo o Estado, que inclui também zonas rurais. O IBGE destacou que, a nível nacional, o número é maior em áreas urbanas (2%) do que no campo (0,8%).

Ainda na capital catarinense, há também um maior percentual de quem se declarou heterossexual (94,5%), equivalente a cerca de 391 mil pessoas. Já o número de quem não soube ou se recusou foi menor, de 2,1% (9 mil habitantes).

Em dados mais detalhados do país, 94,8% dos 159,2 milhões de adultos se declararam heterossexuais; 1,2%, homossexuais; e 0,7%, bissexuais. Já 1,1% não sabiam sua orientação sexual, e outros 2,3% não quiseram responder.

Além disso, 0,1% declararam outra orientação sexual, o que também foi colocado como possibilidade de resposta pela pesquisa.

O instituto também divulgou percentuais de outros estados e capitais, mas não estimulou comparações entre eles, já que não há uma diferença significante entre as estimativas por conta do intervalo de confiança delas.

O estudo não investigou outras dimensões da orientação sexual, como atração ou comportamento sexual, nem coletou informações sobre identidade de gênero, o que considera, ainda assim, fazer em uma próxima ocasião.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Governo de SC autorizou investimento de R$ 722 milhões em Educação

O governador Carlos Moisés participou do ato de inauguração e valorizou o movimento que é considerado como o mais municipalista da história catarinense

Autor de roubo contra motorista de aplicativo em Criciúma é preso

Investigado pelo crime tem 23 anos

Suspeito de estuprar adolescente a caminho da escola é preso após vítima gritar por socorro em SC

Polícia Civil investiga o caso, que ocorreu em uma passarela de Joinville. Vítima tem 15 anos.

Frente fria muda paisagem em SC nesta terça-feira e traz risco de temporais e queda de granizo

Mudança no tempo começa na tarde desta terça-feira (28) e se estende até sexta-feira (1º); alteração começa nas regiões próximas à fronteira com o Rio Grande do Sul