Saúde

Secretaria alerta sobre medidas sanitárias para o réveillon

Medida mais importante do combate à pandemia é a vacinação

DIvulgação

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio divulgou orientações para proteger a população da covid-19 nas festas do réveillon, respeitando as medidas sanitárias essenciais. O secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, alertou que a medida mais importante do combate à pandemia é a vacinação.

“A melhor orientação que podemos dar é estar com a vacinação em dia. Quem ainda não tomou a segunda dose precisa ir o quanto antes a um posto de vacinação para colocar o esquema vacinal em dia. Assim como quem já está em tempo de tomar a dose de reforço deve fazer o mais breve possível. Somente desta forma e mantendo as medidas de proteção, como uso da máscara e lavagem das mãos, podemos garantir maior proteção aos seus familiares e amigos”, disse o secretário.

Pessoas com sintomas gripais devem suspender imediatamente os planos de festas e viagens e procurar uma unidade de saúde para identificar ou descartar se é covid-19 e evitar contato com outras pessoas por 10 dias após o primeiro dia de sintomas.

“É importante reforçar que a pessoa só deve viajar se estiver sem sintomas. No caso de sentir algum sintoma de síndrome gripal, cancele os planos. Lembre-se de que você pode levar a doença para seus amigos e familiares”, avaliou Chieppe.

Com informações da Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Saúde lança nova versão da caderneta de saúde para crianças

Novo modelo será enviado aos estados e municipios até março

Cachoeira é interditada por tempo indeterminado após queda que matou jovem em SC

Leticia Silva Budal, de 20 anos, morreu após cair aproximadamente 50 metros dentro da cachoeira

SC tem 20 vezes mais pacientes em tratamento contra Covid do que no Natal

Em 25 de dezembro, estado tinha 1.987 casos ativos contra 45.915 de sexta-feira. SC enfrenta filas nos postos de saúde e unidades fechadas por causa do afastamento de profissionais da área.

Um ano de vacinação contra Covid-19 com início da imunização de crianças

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos é a forma que SC celebra data