Esporte

Segue o calvário fora de casa: derrota para o Brusque

Tigre consegue equilibrar a partida, chega a ser melhor em campo, mas perde no Augusto Bauer, por 3 a 1, e segue sem vencer longe do Majestoso na Série C. Equipe encerra o turno fora da zona de classificação para a próxima fase.

Divulgação

Jogou como nunca, perdeu como sempre. Assim foi o Criciúma, fora de casa, na noite desta segunda-feira, diante do Brusque. O time treinado por Roberto Cavalo esteve melhor em campo, em grande parte do jogo, mas não conseguiu conter os avanços perigosos do Brusque, falhou seriamente na defesa, e terminou derrotado por 3 a 1, no estádio Augusto Bauer. Itinga abriu o placar para os donos da casa. Maurício chegou a empatar. Porém, dois minutos mais tarde Thiago Alagoano colocou o Brusque novamente na frente. Tudo isso na etapa inicial. No segundo tempo, em vacilo de Carlos Alexandre, Garcez deu números finais ao jogo. O Tricolor Carvoeiro termina o primeiro turno da fase de classificação da Série C fora do G-4 e precisa melhorar a campanha para conseguir a vaga às quartas de final da Terceira Divisão.

As duas equipes começaram a partida com velocidade e buscando o gol. Um jogo aberto logo no princípio e com os times atrás da vitória. Tanto o Tigre quanto o Brusque tiveram escanteios, antes dos três minutos, mas não aproveitaram. O Criciúma fazia marcação avançada e tentava complicar a saída de bola do adversário. Ambos os times proporcionavam jogadas fortes e bastante disputadas. Aos sete minutos, após cobrança de escanteio, a zaga afastou e Eduardo finalizou, mas muito alto. Pela linha de fundo. No minuto seguinte, o Brusque saiu jogando errado, Andrew pegou a bola e tocou para Eduardo, que bateu forte, da entrada da área, mas a bola desviou em Rodolfo e saiu para escanteio. O Tricolor Carvoeiro era melhor na partida e comandava as ações. Aos 14 minutos, Jean Lucas avançou bem pelo meio e finalizou forte, da intermediária, e bola saiu tirando tinta da trave. A primeira chance clara da partida foi do Tigre.

A marcação forte do Criciúma, principalmente pelo meio, forçava o Brusque a errar muitos passes e mantinha o Tricolor Carvoeiro melhor em campo. Aos 22 minutos, Garcez fez jogada individual, da esquerda para o meio, e bateu forte, mas a bola desviou em Christofer e ficou fácil para Agenor. Dois minutos depois, a resposta do Tigre: Jean Lucas tocou para Léo Ceará na esquerda, o camisa 7 entrou na área, mas João Carlos deu o carrinho e a bola bateu em Ceará antes de sair. Chegada do Criciúma ao ataque. Aos 25 minutos, o Tricolor Carvoeiro era melhor em campo, mas acabou punido. Edilson avançou pela direita e cruzou para Itinga, que apareceu sozinho na área e cabeceou de peixinho para abrir o placar: Brusque 1 a 0. O Criciúma era muito superior na partida, mas vacilou em campo. Aos 29 minutos, Garcez recebeu a bola na frente e escorregou. O time da casa chegou a pedir pênalti, mas nada houve.

Aos 34 minutos, Andrew avançou pela esquerda e foi empurrado, quase na linha da área. Falta perigosa para o Criciúma. Na cobrança de Jean Lucas, Maurício desviou de cabeça e empatou o jogo: 1 a 1 aos 35 minutos. Porém, não deu nem tempo do Tigre comemorar. Logo na sequência, Escuro evoluiu bem pelo meio e tocou para Thiago Alagoano, já na área, que apenas desviou de Agenor para colocar o Brusque na frente: 2 a 1 aos 37 minutos. Dois minutos depois, o mesmo Thiago Alagoano teve a chance de ampliar, mas Carlos Alexandre freou na hora certa e evitou o terceiro gol do time da casa. Aos 44 minutos, Garcez fez boa jogada pela esquerda, em contra-ataque, e cruzou para Itinga que finalizou bem e obrigou Agenor a fazer uma grande defesa. O Tricolor Carvoeiro sentiu o segundo gol e permitiu a evolução do time da casa que era letal. Nos acréscimos, Léo Ceará cruzou e Andrew cabeceou fraco para fácil defesa de Zé Carlos.

Vacilo da defesa e números finais ao jogo

O Criciúma voltou para a etapa final determinado a empatar o jogo. Logo no primeiro minuto, Jean Lucas bateu forte, da intermediária, mas a bola saiu. No lance seguinte, o zagueiro Carlos Alexandre fez a leitura errada da jogada, após cobrança de tiro de meta do adversário, deixou a bola passar e Garcez não perdoou. O camisa 9 do Brusque invadiu a área e deslocou Agenor para ampliar: 3 a 1 para o Brusque. O Criciúma foi valente e seguiu buscando o ataque. No minuto seguinte, Christofer cruzou e Léo Ceará finalizou para fora. Aos cinco minutos, Foguinho arrancou, tocou para Andrew que esticou para Michel, mas o goleiro Zé Carlos, esperto, saiu por baixo e afastou. O Tigre tentava descontar. Aos nove minutos, João Carlos bateu forte, de fora da área, e levou perigo ao gol de Agenor. O Brusque respondia as ações do Criciúma. Aos 12 minutos, Edilson avançou pela direita e cruzou, a bola bateu em Bruno Oliveira, que se jogou na bola, e saiu. O Brusque pediu pênalti, alegando bola na mão, mas o juiz nada deu. Aos 14 minutos, Léo Ceará fez boa jogada pela direita e cruzou, mas João Carlos apareceu em cima da linha e impediu Zeca de descontar. Jogo em alta velocidade e com muitas chances de ambos os lados.

Aos 18 minutos, Eduardo avançou pelo meio e bateu forte, mas Zé Carlos pegou firme. Os dois times estavam intensos na partida, como se estivesse 0 a 0. No minuto seguinte, o goleiro do Brusque operou um milagre: Foguinho mergulhou de cabeça, após desvio de Carlos Alexandre, na pequena área, mas Zé Carlos pegou incrivelmente. Aos 27 minutos, Jefferson Renan levou pelo meio e bateu forte, mas Agenor pegou bem, no canto. A partida seguia movimentada por ambos os lados.

Aos 30 minutos, Christofer avançou pela direita e foi derrubado por Fabinho, no limite da área. Falta perigosa para o Tigre. Na cobrança, bola pela linha de fundo. Quatro minutos depois, Thiago Henrique apareceu pela direita e cruzou, mas Zeca e Foguinho não conseguiram completar. O Criciúma era valente, mas não conseguia diminuir. Nos acréscimos, Zeca teve chance para diminuir, mas perdeu. No final, nova derrota do time treinado por Roberto Cavalo, longe de casa, na Série C.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Governo do Estado entrega respiradores e monitores em Içara e Brusque

Uma operação realizada com a Defesa Civil e com apoio da Polícia Militar, Ciredec, Defesa Civil municipal e Guarda de Trânsito de Içara proporcionou a entrega de 10 respiradores WEG e 10 monitores ao Hospital São Donato.

Criciúma é derrotado em Campinas pelo Guarani

O próximo jogo do Criciúma será no sábado (28), a partir das 11 horas, contra o Botafogo (SP), no estádio Heriberto Hülse.

Brusque derrota Londrina e assume liderança do Grupo B da Série C

Garcez marca duas vezes e equipe catarinense garante vitória

Brusque e Atlético-GO avançam na Copa do Brasil

Quadricolor consegue classificação inédita. Dragão passa com derrota