Geral

Semana Santa movimenta mercado de pescados em Santa Catarina

Pescadores atendem um acréscimo de até 20% nas vendas de peixes na época, avalia secretário.

Foto: Divulgação

Santa Catarina é o maior produtor de pescados do Brasil, e o setor ganha um fôlego extra com a chegada da Páscoa. Segundo a tradição cristã, a Sexta-feira Santa é dia de deixar o consumo de carne vermelha de lado e optar pelos pratos com peixe. Os pescadores já se preparam para aumentar as vendas em até 20%.

“Essa é uma época onde as pessoas normalmente consomem mais peixes e frutos do mar, e é um momento importante também para incluir esse alimento na rotina alimentar das famílias. Santa Catarina é o maior produtor nacional de peixes, temos uma variedade imensa de pescados e o consumo pode crescer ainda mais. São opções de alimentos saborosos e super saudáveis”, destaca o secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.

A Semana Santa reforça a renda dos pescadores catarinenses, que aumentam sua renda em até 20% nesse período. “Os pescadores trabalham com um ânimo extra porque sabem que, com o aumento da procura, há também um ganho maior. É um momento importante para o setor da pesca”, ressalta o presidente da Federação de Pescadores do Estado de Santa Catarina, Ivo da Silva. Grande parte dos peixes capturados pela pesca artesanal são vendidos no Mercado Público, peixarias e na própria comunidade.

Com informações do site 4oito

Notícias Relacionadas

Mercado Solidário ultrapassa expectativas e arrecada mais de 10 toneladas

Com este resultado, as doações arrecadadas ao longo de todas as edições chegam as 37,1 toneladas.

Abastecimento chega ao limite em Imbituba

Postos de combustíveis e supermercados devem liquidar seus estoques até a próxima terça-feira (29).

Prefeitos e vereadores do Sul se posicionam contra praças de pedágio na BR-101

O empreendimento prevê investimentos de R$ 6,5 bilhões, sendo R$ 2,9 bilhões em investimentos e R$ 3,6 bilhões em custos operacionais nos 30 anos de concessão.

Governador anuncia extinção da Secretaria de Turismo Cultura e Esporte

Eduardo Pinho Moreira (MDB) não confirmou data de fim da pasta. Tendência é que órgão seja absorvido pelo gabinete do governador, informou assessoria.