Saúde

Senado aprova criação de carteira digital de vacinação

Registro eletrônico substituirá cartão de papel, considerado obsoleto

Divulgação

O Senado aprovou hoje (15) projeto de lei (PL) que determina o registro eletrônico do histórico de vacinações administradas na rede pública de saúde. O projeto cria um cartão de vacinação digital, a ser administrado e consultado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O texto segue para a Câmara dos Deputados.

No entendimento do autor da proposta, Acir Gurgacz (PDT-RO), o sistema de registro de vacinas adotado atualmente está obsoleto. Para o senador, o PL apresentado auxiliará o SUS no gerenciamento da vacinação da população, sobretudo, no momento de imunização em massa contra a covid-19.

O cartão digital substituiria o cartão de vacinação físico, de papel, que pode ser facilmente extraviado. Os dados de vacinação seriam incorporados ao Conecte SUS, plataforma online já existente. “Com isso, o SUS estaria se preparando para o desafio da chegada das vacinas contra a covid-19, mediante a modernização do sistema de informação do Programa Nacional de Imunizações”, disse o relator da matéria, Weverton Rocha (PDT-MA).

O PL dá segurança jurídica ao uso da plataforma para armazenamento de dados do cartão digital de vacinação. “[…] Todos nós assistimos à verdadeira novela do Cartão SUS, cuja implantação patinou durante mais de uma década, perdido entre licitações problemáticas, projetos piloto paralisados, procedimentos burocráticos e questões políticas, entre vários outros problemas. É exatamente o que não queremos que aconteça com a Carteira Nacional Digital de Vacinação, especialmente em meio a uma pandemia”, acrescentou o relator.

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Matriz de Risco aponta nove regiões em estado gravíssimo e sete em nível grave

A matriz classifica nove das 16 regiões de saúde catarinenses como em alerta gravíssimo (cor vermelha) para transmissão do novo coronavírus

Vacinação contra o coronavírus começa em Laguna

A primeira a receber a aplicação, foi a senhora Lealcina da Silva Lopes, de 98 anos

Capivari de Baixo: técnica em enfermagem é a primeira a ser vacinada

A aplicação ocorreu nesta quarta-feira (20) pela manhã

Renata Joaquim foi a primeira funcionária da saúde que recebeu a vacina contra Covid-19 em São Ludgero

Técnica em Enfermagem, Renata Joaquim, de 51 anos, foi a primeira funcionária pública de São Ludgero com atuação a mais de 27 anos na área da saúde