Trânsito

Serra da Rocinha continua à espera de recursos

O trecho da Serra da Rocinha na BR-285, em Timbé do Sul, pode começar a ser pavimentado neste ano. A informação foi dada ontem à noite pelo deputado federal Edinho Bez (PMDB), após uma reunião com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, e o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit, Valter Casimiro Silveira, em Brasília (DF). Segundo o deputado, o ministro informou que pode liberar R$ 20 milhões ainda em 2016.

Antes de isso acontecer, há um “porém” no caminho. Para conseguir a liberação, os deputados e senadores catarinenses precisam concordar em retirar do orçamento de R$ 150 milhões destinados pela bancada dos parlamentares de Santa Catarina à recuperação e BR-282, entre Chapecó e São Miguel D'Oeste. A alteração deve encontrar resistência por parte dos deputados daquela região. O assunto será levado ao senador Dalírio Beber, que coordena a bancada catarinense.

Se essa etapa for vencida, esse valor será suficiente apenas para iniciar os trabalhos, já que a obra deve consumir ao menos R$ 120 milhões para a pavimentação dos 30 quilômetros entre Timbé do Sul e São José dos Ausentes (RS). “Na semana que vem, essa questão orçamentária será resolvida. A partir de outubro, trataremos do orçamento para o ano que vem até a conclusão”, garantiu Edinho Bez, em vídeo gravado e exibido na página dele no Facebook.

A rodovia recebe desde o mês passado trabalhos de manutenção contratados pelo Dnit. O serviço, orçado em R$ 3,6 milhões e previsto para durar dois anos, nem de longe resolve a necessidade de melhorias na rodovia. A pavimentação do trecho, já deveria ter começado em 2013, quando foi assinada a ordem de serviço, e ficado pronta neste ano, ainda nem começou.

Ronaldo Benedet fez vistoria ontem

O deputado federal Ronaldo Benedet (PMDB) acompanhou ontem o andamento dos trabalhos de manutenção da rodovia, que são realizados pela empresa LCM, antes da informação de que os recursos seriam liberados. “Quando a obra aqui (em Timbé do Sul) ia começar, diziam que havia vários entraves ambientais, faltava autorizações do Ibama, mas acredito que o verdadeiro problema sempre tenha sido a falta de dinheiro”, comentou o parlamentar, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa das BRs 101 e 285.

O presidente da Câmara de Vereadores de Bom Jesus (RS), Jaziel de Aguiar (PMDB), entregou ao deputado Benedet um estudo técnico dos prejuízos sem a pavimentação da Serra da Rocinha. “Entregamos este relatório para que o deputado possa entregar ao diretor do Dnit, em Brasília e mostrar a importância desta obra e os prejuízos que vêm causando”, enfatizou Aguiar.
Também participaram da vistoria os vereadores de Timbé do Sul, Fernando Manenti (PMDB) e Zelindo Pole (PMDB), o vice-prefeito Luciano Moro (PMDB), além do secretário de administração do município, Helder Pessetti. O vice-prefeito de Turvo, Tiago Zilli (PMDB), também acompanhou a vistoria, assim como o engenheiro do Dnit, Ricardo Nogueira,e do engenheiro da empresa LCM responsável pela obra, Coaraci do Brasil Pinheiro.

A manutenção, que está sendo feita contempla a drenagem, alargamento e limpeza das sarjetas ao longo de 20 quilômetros da rodovia. “Estamos com uma equipe de dez pessoas, mas pretendemos, até julho, aumentar nossa equipe, conforme demanda de trabalho”, informou o engenheiro da LCM.

Importância para a região

A Rodovia BR-285 possui uma extensão total de quase 750 quilômetros, conectando os municípios de Araranguá a São Borja (RS), perto da fronteira com a Argentina. A pavimentação da Serra da Rocinha vai promover o acesso de todas as cidades por onde passa com os portos catarinenses, além de incentivar o turismo. O caminho para o litoral de Santa Catarina ficaria mais curto para turistas argentinos e de parte do Rio Grande do Sul se a rodovia estivesse em melhores condições. A pavimentação da BR-285, reivindicada há mais de 50 anos, é uma das promessas mais antigas do Governo Federal para o Sul do Brasil e já foi quase toda cumprida. A única exceção é mesmo o trecho da Serra da Rocinha, que tem 30 quilômetros.

Com informações de Renan Medeiros / Clicatribuna

  • 5bb48478186f4425fd87cf7d6ce4647c
  • 5da0d58a70adc5b3b5d81dc8a64aca72
  • 13d65244f27987cf0bd8746ea26334e9