Geral

Servidores Públicos rejeitam propostas de reajuste do Executivo e negociações continuam em Lauro Müller

Fotos: Samuel Madeira/Sul in Foco

Servidores públicos de Lauro Müller estiveram reunidos em assembleia, na noite desta quinta-feira (2), às 19 horas, no auditório da Coopermila, onde decidiram por não aceitar nenhuma das duas propostas de reajuste salarial apresentadas pelo Executivo Municipal.

Conforme explanação do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lauro Müller, João Batista Gonçalves, que esteve juntamente com outros membros do sindicato reunido com prefeito o Valdir Fontanella, as novas propostas apresentadas pelo Executivo é de pagar o índice do INPC que é de 6,57% mais 0,43% de ganho real, totalizando 7%, divididos em três vezes a partir deste mês de março ou pagar apenas o INPC – 6,57% – , também dividido em três vezes, com a garantia de 1% de reajuste real em 2018, ambas sem pagamento retroativo.

As propostas foram para votação e a maioria dos cerca de 50 servidores presentes não aceitou, sendo aprovada para ser levada ao prefeito a proposta de reajuste de apenas o INPC – 6,57% – sem parcelamento e retroativo ao mês de fevereiro, que é data base da categoria. A mesma proposta será feita para os professores do município, porém com reajuste de 7,64%, conforme índice da categoria.

A proposta inicial apresentada pelo Sindicato e negada pelo Poder Executivo era um reajuste de 8%. Uma nova reunião será realizada com o prefeito Valdir Fontanella para discutir o assunto, que deverá ser apresentado em nova assembleia, na próxima semana.

Fotos: Samuel Madeira/Sul in Foco

Notícias Relacionadas

Em sessão do Congresso, Câmara mantém veto a reajuste de servidores

Medida abrange profissionais da saúde e da segurança pública

Comerciários assinam Convenção Coletiva em Criciúma

Documento determina o reajuste salarial referente ao ano de 2017. O reajuste será de 4,22% e o piso salarial da categoria passa a ser R$ 1.270,00

SAMAE de Orleans reajusta tarifas de água, esgoto e demais serviços

O reajuste é de 8,78%, relativo à variação do INPC/IBGE acumulada no período de 01/01/2016 até 01/01/2018.

Coopermila anuncia o reajuste tarifário para 2019 e 2020

As novas tarifas foram aprovadas pela resolução homologatória nº 2.604/2019 da ANEEL e começam a ser praticadas aos associados e consumidores a partir do dia 01 de outubro de 2019 até o dia 30 de setembro de 2020.