Geral

Sicredi disponibiliza R$ 8,2 bilhões em crédito rural nos primeiros quatro meses do Plano Safra 2018/19

Os pequenos e médios produtores rurais continuam sendo o principal foco atendido pelo Sicredi: 83,78% das operações realizadas foram direcionadas a esses públicos.

Foto: Divulgação

Com foco em pequenos e médios produtores, liberação de crédito agrícola pela instituição financeira cooperativa foi 22% maior em relação ao mesmo período do ano passado (julho a outubro de 2017)

O Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,9 milhões de associados e atuação em 22 estados brasileiros – mantém o objetivo de contribuir de forma concreta para o incentivo e crescimento ao agronegócio.

De julho a outubro deste ano, a instituição já disponibilizou R$ 8,2 bilhões em crédito rural entre custeio, comercialização, industrialização e investimento, 22% a mais do que no mesmo período da safra anterior (2017/18).

Para operações de investimentos, o Sicredi liberou, entre julho e outubro, R$ 1,3 bilhão, montante 85% superior ao mesmo período da safra anterior. Já em custeio, o incremento foi de 17% nas liberações, correspondendo a um total aplicado de R$ 6,4 bilhões. Outros R$ 500 milhões foram liberados para operações de comercialização e industrialização.

Os pequenos e médios produtores rurais continuam sendo o principal foco atendido pelo Sicredi: 83,78% das operações realizadas foram direcionadas a esses públicos.

“Essas informações são parciais e nacionais, mas reforçam a forte atuação que o Sicredi possui no agronegócio brasileiro. Esse segmento está no nosso DNA, nas nossas origens”, afirma Aloísio Westrup, presidente da Sicredi Sul SC.

“Na região sul de Santa Catarina, estamos avançando no trabalho junto ao setor. Vale ressaltar que ao tomar o recurso na instituição financeira cooperativa, o associado contribui não só para o crescimento do seu agronegócio, como também para o crescimento da cooperativa de crédito e, como consequência, para o desenvolvimento local”, acrescenta Erli Silveira Lima, diretor da Instituição na região.

No âmbito do PRONAF (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), as concessões de crédito rural também registraram incremento de 22% em relação ao período de julho a outubro do ano passado, atingindo R$ 2,3 bilhões.

Já no PRONAMP (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural), o crescimento na concessão de crédito rural chegou a 36% no período, equivalente a R$ 1,7 bilhão, em comparação com julho a outubro de 2017.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,9 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio.

Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.

Colaboração: Giovana Pedroso – Assessora de Comunicação e Marketing

Notícias Relacionadas

Em Laguna, governador autoriza emissário terrestre para a praia do Mar Grosso e libera recursos para hospital

A projeção da Casan é que o empreendimento fique pronto em janeiro de 2020. O emissário é uma rede de 2.718 metros de extensão e diâmetro de 315 milímetros, com tubos de polietileno.

STF autoriza SC a utilizar recursos do pagamento da dívida com a União no enfrentamento da Covid-19

O pedido foi protocolado pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE) para garantir que a União deixe de aplicar qualquer tipo de penalidade ao estado em razão da suspensão dos pagamentos.

Comodidade e economia: empresa de Orleans oferece serviço “delivery” no comércio de baterias

Há 46 anos, VR Baterias atende toda linha automotiva, agrícola e de transporte de cargas com economia de até 30% na compra de baterias Helux, marca própria.

Justiça confirma resultado de licitação que gerou economia de R$ 12 milhões pela Saúde do Estado

A licitação foi realizada pela Secretaria da Saúde para fornecimento de ventilação domiciliar e tratamento de oxigenoterapia a pacientes catarinenses.