Saúde

Siderópolis alinha últimos detalhes para vacinação para a Covid-19

Encontros de trabalho reuniu prefeito e equipe da Saúde para últimos ajustes, antes da imunização

Divulgação

Após o anúncio realizado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de que o Brasil deve iniciar a imunização para a Covid-19 a partir da próxima semana, a equipe de Saúde de Siderópolis realizou encontros de trabalho nesta sexta-feira, 15, para alinhar os últimos detalhes para o processo no município.

Primeiramente, o prefeito, Franqui Salvaro, se reuniu com a secretária de Saúde, Janaína Bertan Warmling, para alinhar as ações do município em relação às informações repassadas durante a reunião entre o Ministério e os prefeitos do país, realizada no início da noite de quinta-feira, 14.

De acordo com o prefeito, Franqui o momento retrata a consolidação de algo que era aguardado pela população há praticamente um ano e agora cabe ao município se certificar que tudo vai correr dentro do esperado. “Já conversamos com toda a equipe nesta tarde, identificamos o que ainda pode ser feito até o dia da vacinação para que tudo esteja preparado”, detalhou.

Conforme Janaína o anúncio do Ministério da Saúde é algo para ser comemorado e garantiu que o município está empenhado para que a imunização aconteça o mais breve possível. “Estamos com todos os equipamentos devidamente preparados para o armazenamento da vacina e já nos certificamos que os insumos: agulhas e seringas, sejam suficientes”, esclareceu.

O número oficial de doses a serem disponibilizadas para o Estado e aos municípios catarinenses ainda não foi informado. Somente os grupos prioritários serão vacinados nessa primeira etapa e conforme o número de doses for sendo ofertado o restante da população vai sendo imunizada. O município, também, não descarta a possibilidade de que possa ser viabilizada a compra de vacinas via Consórcio Amrec para ampliar o número de doses disponíveis.

A secretária de Saúde, destaca ainda, que o anúncio da disponibilização das vacinas, já na próxima semana, é uma informação que ainda não foi oficializada pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) e nem pelo Estado, e que diante disso a população deve aguardar mais informação do município para que a vacinação ocorra de modo organizado, sem aglomerações.

Notícias Relacionadas

Comitiva do Sul visita obras da Serra da Rocinha

A estimativa é de que sejam necessários R$ 41 milhões para a finalização, sendo que R$ 15 milhões devem ser assegurados pelo Ministério da Infraestrutura.

Presidente da ADEPOL-SC esclarece sobre movimento “Segurança em Alerta”

Movimento visa sensibilização do Executivo Estadual a respeito da reforma da previdência estadual e teve a adesão em toda SC.

Incêndio atinge indústria de alimentos em Içara

Ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros na tarde desta quinta-feira, dia 24, no bairro São José.

Colégio Satc conquista 1º, 2º e 3º lugares no Desafio Nacional Acadêmico

Escola é a primeira do Sul a conquistar a primeira colocação nacional