Poder Executivo

Siderópolis apresenta nova proposta de reajuste salarial aos servidores municipais

Pela proposta, os funcionários públicos receberão um reajuste de 1,69%, conforme a variação do INPC dos últimos 12 meses (inflação) e mais 0,5% de ganho real. Para o magistério a proposta foi diferenciada conforme remuneração.

Foto: Divulgação/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Siderópolis

O município de Siderópolis protocolou na tarde desta quinta-feira (05), a segunda proposta de reajuste salarial ao funcionalismo público. O documento foi assinado e entregue pelo prefeito Hélio Cesa, o Alemão, e recebido pelo representante do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público (SISERP), Belarmino Lampert, que irá apresentar à direção sindical. O vice-prefeito Xande Feltrin e o secretário de Administração e Finanças, Roberto Júlio Ribeiro, acompanharam a entrega.

Pela proposta, os funcionários públicos receberão um reajuste de 1,69%, conforme a variação do INPC dos últimos 12 meses (inflação) e mais 0,5% de ganho real. Para o magistério a proposta foi diferenciada conforme remuneração.

Para quem ganha até R$ 2 mil, o repasse do Fundeb será integral (6,81%); para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 3 mil o reajuste será da inflação (1,69%) acrescido de 3% de ganho real; entre R$ 3 mil e R$ 4 mil o reajuste será da inflação (1,69%) acrescido de 2% de ganho real; entre R$ 4 mil e R$ 5 mil, o reajuste será da inflação (1,69%) acrescido de 1% de ganho real; para quem ganha acima de R$ 5 mil será repassada a inflação (1,69%) do período.

Na segunda proposta, também foi feito um relato sobre a grave crise vivida pelo Brasil e os reflexos negativos no município, o que inviabilizaria o reajuste solicitado. Além disso, o prefeito também destacou os esforços que vêm sendo feitos nos últimos cinco anos onde foram repassados integralmente os índices do Fundeb, inflação e ganho real. Ele também enfatizou a mudança implementada no município, onde os servidores que ganhavam o salário mínimo nacional, passaram a receber o salário mínimo regional, o representa um ganho real de quase 15%.

“Nosso desejo é valorizar o professor, valorizar todos os servidores, mas excepcionalmente esse ano não será possível. A grave crise que provoca queda na arrecadação e diminui o poder de investimento do município também nos priva de darmos o reajuste que os servidores merecem e nos acrescenta muito mais responsabilidade para mantermos um bom atendimento à população”, afirmou o prefeito, acrescentando que “não estamos infringindo a lei, mas infelizmente não podemos atender o desejo do sindicato”. Quanto à solicitação de criação do Plano de Carreira e do Estatuto do Servidor, o prefeito encaminhou na mesma proposta o comprometimento de formar uma comissão para efetivar o pedido.

Colaboração: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Siderópolis

Notícias Relacionadas

Governo Municipal divulga calendário para cadastramento relativo ao saque do FGTS dos atingidos pelas chuvas de maio

O atendimento será realizado a partir da próxima terça-feira (22), seguindo até sábado (26), no Centro de Múltiplo Uso, na rua Humberto Salvan, no bairro Esperança.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Centro de Convivência: Siderópolis terá novo espaço para receber crianças, jovens, adultos e idosos

O local receberá grupos que integram o serviço de convivência, que totalizam 326 pessoas, entre crianças, jovens, adultos e idosos.

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.