Geral

Simpósio de Aplicações em Engenharia encerra com recorde de público na UniSatc

Palestras envolvendo a robótica e engenharia na área da Saúde foram destaques durante o evento

Foto: SATC

O 2º Simpósio de Aplicações em Engenharia, realizado nos dias 3, 4 e 5 de junho no Centro Universitário UniSatc, encerrou-se reunindo mais de 300 participantes entre comunidade, egressos e acadêmicos dos cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Mecatrônica e Engenharia Mecânica, além de alunos dos cursos técnicos noturnos do Colégio Satc.

O evento contou com uma programação diversificada, incluindo palestras, mesas redondas, workshops e minicursos, que lotaram os auditórios da instituição. A intensa participação ao longo dos três dias foi um dos destaques do simpósio, evidenciando o interesse e a valorização dos profissionais e estudantes de engenharia por oportunidades de atualização e aprendizado contínuo.

“O público no II Simpósio de Engenharia realmente superou todas as expectativas. Durante os três dias do evento, a participação foi intensa, com todas as palestras e minicursos completamente lotados. A grande adesão ao evento demonstra o crescente interesse e a valorização dos profissionais e estudantes de engenharia pelas oportunidades de atualização e aprendizado contínuo”, ressaltou o coordenador do curso de Engenharia Mecatrônica da UniSatc, João Mota.

O Simpósio promoveu um ambiente de troca de conhecimentos e experiências, contribuindo para a formação e desenvolvimento dos participantes. Neste ano, o destaque foi para a engenharia na área da Saúde, com implementação de robótica em cirurgias.

“A importância fundamental do Simpósio é mostrar que a engenharia de fato ajuda as pessoas a viverem melhor, com mais conforto e com mais segurança. A gente costuma enxergar a engenharia de um outro ângulo, dentro de uma empresa, longe das pessoas, associando somente a máquinas e não associando a engenharia ao bem-estar das pessoas. Então, a saúde humana está ligada intimamente à área da engenharia, com essa questão da aplicação de robôs para fazer cirurgias com mais segurança, com mais assertividade, não dependendo somente da habilidade manual. Enfim, aproximar a engenharia do bem estar das pessoas”, afirmou o pró-reitor de Ensino e Extensão da UniSatc, Jovani Castelan.

A diversidade de temas abordados e a qualidade dos palestrantes foram pontos altos do evento, instigando os acadêmicos a explorarem áreas de inovação na área. “É isso que a gente precisa entender, valorizar a engenharia por este ângulo e facilitando inclusive a questão das atividades de extensão, que tem que ser atividades que impactam diretamente as pessoas e as engenharias têm que sair do seu status de indústria e chegar onde as pessoas vivem, e fazer com que as pessoas entendam que elas vivem melhor se entenderem os processos de engenharia aplicado a sua melhoria de qualidade de vida”, enfatizou o pró-reitor.

Notícias Relacionadas

Thiago Fontanela: Carbonífera Catarinense comemora 25 anos com missa

Atualmente a empresa emprega 600 empregos diretos e colabora para mais 5000 indiretamente, esse número deve crescer ainda mais com o decorrer dos anos

Tigre vence o Botafogo por 2 a 1 e sobe para 13º lugar no Brasileirão

Agiotas que cobravam dívidas até no local de trabalho das vítimas são presos em SC

Empresário está entre os presos

Fim de semana de veranico antecede chuvas e temporais em Santa Catarina

Esse novo veranico de junho antecede a passagem de uma frente fria