Geral

Startup no Colearning Satc cria clube de benefícios para quem pratica esportes

Impulsionada pela incubadora, Alba Sports oferece descontos em produtos e serviços, e envia aos assinantes peças fitness mensalmente

Divulgação

O número de pessoas que praticam atividades físicas cresce diariamente. Seja na academia, quadras ou até mesmo nas ruas, todos os dias, milhares de pessoas tiram um tempo para cuidar da saúde, corpo e, de bônus, dar aquela aliviada no estresse.

Diante dessa realidade, a prestação de serviços voltados ao público fitness ganha cada vez mais espaço. A novidade é que agora, com a ideia da Alba Sports – startup incubada no Colearning Satc, esses serviços podem ser adquiridos através de um clube de benefícios, que oferece vantagens para o consumidor e também para o empreendedor.

A Alba Sports surgiu da ideia de oferecer uma nova experiência fitness, com a união de serviços ligados ao segmento esportivo que possibilita ao consumidor e empreendedor da área fitness uma conexão de benefícios interligados entre si. Segundo a CEO da startup, Larissa Natalino, é um clube de assinaturas que tem como objetivo fomentar o segmento esportivo.

“Somos a união de vários serviços com um objetivo em comum, que é oferecer tudo que um praticante de atividades físicas necessita. Então entregamos peças fitness mensalmente, aliadas a descontos em produtos e serviços de uma rede de profissionais parceiros essenciais para quem busca uma melhor qualidade de vida”, explica.

A ideia de criar o clube de assinaturas surgiu no fim do ano de 2021. “Já atuávamos no e-commerce, e dentro de um ambiente que respira inovação, sentimos a necessidade de criar algo a mais, uma nova experiência, que oferecesse ao cliente exclusividade”, destaca a CEO. Com o apoio da incubadora da Satc, a startup fechou contrato com a Netshoes para a venda dos produtos e firmou parceria com diversas empresas da região para fazer parte do clube de assinaturas.

Incubadora alcançou mais de R$ 1,1 milhão em faturamento

O Colearning é a incubadora de startups, que faz parte do programa de inovação do Centro Tecnológico Satc (CTSatc). Atualmente, com pouco mais de dois anos de operação, o espaço incuba 17 startups e já alcançou um valor de faturamento de mais de R$ 1,1 milhão. Segundo o host do Colearning, Vicente Varela, a meta é atingir 40 startups até o ano de 2025. “Temos em torno de 900 clientes e mais de R$ 2.4 milhões capitaneados em investimentos, mas já estamos em processo de modificação de layout, porque queremos aumentar ainda mais esse número”, ressalta.

Para a CEO da Alba Sports, os ganhos no Colearning vão além do financeiro. “O conhecimento e apoio adquirido dentro da incubadora é o maior valor que ganhamos. Aprendemos a nos moldar com uma visão de mercado, de acordo com a necessidade do público. Além de sermos incentivados por uma onda de empreendedores que também estão no local”, destaca Larissa.

Notícias Relacionadas

Mulher é atingida com tijolada na cabeça por marido bêbado em SC

Vítima foi parar no hospital e precisou de pontos cirúrgicos na cabeça. Agressor foi preso em flagrante

Prazo para aderir ao Relp termina dia 31, alerta Receita Federal

Pagamento pode ser feito em até 180 vezes

Homem em situação de rua é agredido com pedras por duas pessoas em SC, diz PM

Agressões só pararam quando um motorista que passava pelo centro começou a buzinar. Ninguém foi preso.

Soldado russo julgado na Ucrânia é condenado à prisão perpétua

Vadim Shishimarin, de 21 anos, admitiu em julgamento que matou um civil de 62 anos em meio à invasão russa no nordeste ucraniano