Segurança

Suspeito de matar PM de SC reclamou que faltava comida na casa onde fez reféns

Homem ameaçou moradores, roubou caminhonete e fugiu em direção a Blumenau

Divulgação

O suspeito de matar um policial de Blumenau invadiu a casa de uma família de Massaranduba, passou a noite escondido no sótão da residência e rendeu os moradores na manhã desta sexta-feira (29). Durante as ameaças, chegou a reclamar que havia pouca comida na cozinha para ele se alimentar. O homem fugiu em direção a Blumenau, onde foi perseguido, bateu o veículo contra um muro e conseguiu escapar a pé.

O assalto aconteceu no começo da manhã em Massaranduba, em uma região próxima ao limite com Blumenau. Segundo informações da Polícia Militar, o homem passou a noite no sótão do imóvel, conforme averiguado em imagens de câmeras de segurança de casas vizinhas.

Nesta manhã, desceu do sótão e abordou a família. Mandou todos ficarem de joelho, ameaçou agredir o casal com uma faca e um facão e reclamou que havia pouca comida na cozinha. Na sequência, pegou a chave da caminhonete das vítimas e fugiu.

Já em Blumenau, uma viatura da Polícia Militar que subia pela Rodovia Pedro Zimmermann para ajudar nas buscas pelo ladrão, que naquela altura já havia sido denunciado pelos reféns, observou a caminhonete em fuga. Uma perseguição começou.

Ao entrar na Rua Valmira Martina, que fica aos fundos da Padaria Bublitz, no bairro Itoupava Central, o suspeito desceu do veículo em movimento para escapar da PM, deixou que ele batesse contra um muro e correu. A viatura levou segundos para alcançá-lo, mas ele não foi pego.

Moradores disseram à polícia que o homem fugiu passando por terrenos em vias transversais. Agora, o Bope e outros policiais estão na mata procurando pelo condutor.

Relembre o caso

O cabo Maciel atendia uma ocorrência na SC-108 em Massaranduba na noite deste domingo (24) quando percebeu o carro em alta velocidade fugindo de outra guarnição e deu ordem de parada ao veículo. O motorista ignorou e atingiu o agente.

Os bombeiros chegaram a prestar socorro, a vítima foi levada ao hospital, mas não resistiu diante da gravidade dos ferimentos.

Após cometer o crime, o homem abandonou o carro e correu para o mato. No veículo os policiais encontraram a esposa do criminoso trancada.

Maciel tinha 40 anos e trabalhava no posto da Polícia Militar Rodoviária de Blumenau há 10 anos. O militar, que ingressou na PM de SC em 16 de janeiro de 2006, deixa esposa e dois filhos.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Cidade de SC lança cartilha de saúde em idioma do Haiti para atender os mais de 300 imigrantes

Objetivo do material é facilitar a comunicação entre esse grupo e os profissionais da áre da saúde

SC tem menor taxa de desemprego do país no 1º trimestre de 2022, segundo IBGE

Taxa de desemprego no Estado foi de 4,5%, menos da metade do dado médio nacional que foi de 11,1%

Trio é suspeito de matar homem a tiros e facadas em SC

Crime ocorreu no interior de Itaiópolis, na noite de domingo (15)

Turismo nacional avança mais de 75% em março na comparação com 2021

Dados do Índice de Atividades Turísticas do Brasil reforçam as perspectivas de recuperação do setor