Segurança

Suspeitos de balearem mãe e filha durante execução de homem em frente à creche em SC são presos em SP

Dupla saiu de carro de Indaial e foi presa em Registro (SP), a cerca de 423 km do local do crime. Mulher e criança de 3 anos seguem hospitalizadas.

Foto: Divulgação

Dois suspeitos de executarem um homem à queima roupa em frente a uma creche na manhã desta segunda-feira (4) em Indaial, no Vale do Itajaí, Santa Catarina, foram presos nesta tarde em Registro (SP), informou a Polícia Civil. Mãe e filha, que passavam no local no momento do crime, foram baleadas acidentalmente e seguem hospitalizadas.

Conforme a Polícia Militar, após o crime, a dupla se deslocou até a cidade de carro, a cerca de 423 km de Indaial. Os suspeitos foram localizados após troca de informações entre órgãos de segurança de Santa Catarina, Paraná e São Paulo.

O delegado Filipe Martins, responsável pela investigação, informou, às 15h40, que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza os trâmites para encaminhamento à Polícia Judiciária.

Eles foram abordados no quilômetro 446 da BR-116, por volta das 14h10, sentido Rio de Janeiro, transitando com um carro alugado modelo Volkswagen T-Cross, segundo a PRF.

O assassinato ocorreu por volta das 7h45, próximo à Unidade de Educação Infantil Hilário Buzzarello, no bairro Tapajós.

De acordo com a PM, o alvo dos criminosos dirigia um carro Renegade e parou em frente à creche onde deixaria a filha. Assim que a esposa dele e a filha desembarcaram do veículo, o homem foi executado por pessoas encapuzadas. Os familiares dele não foram feridos.

Uma mulher de 45 anos e a filha dela, de 3 anos, foram baleadas. Elas não tinham relação com o homem executado e ambas foram atingidas nas pernas por balas perdidas, informou o comandante da PM, Mario Elias. “Infelizmente, foram atingidas por algum disparo que se perdeu”, disse. Até 12h desta segunda, as duas seguiam no Hospital Beatriz Ramos.

As feridas foram levadas ao Hospital Beatriz Ramos, em Indaial. Elas não correm risco de morte e vão passar por cirurgia.

Assassinato

Os criminosos chegaram em um veículo branco. A polícia fala em acerto de contas e declarou que a vítima era integrante de um grupo criminoso. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o crime. As forças de segurança descartaram qualquer tipo de ataque à creche.

“A informação que a gente tem é que o indivíduo que foi vítima hoje [segunda] deste atentado tem um histórico de envolvimento com o tráfico de drogas, inclusive tem mandado de prisão pelo crime de homicídio. Então ficou bem claro que é um fato relacionado com o passado dele, ele era claramente o alvo da situação, tanto é que ele foi alvejado por diversos disparos de arma de fogo”, relatou o tenente-coronel Mário Elias, comandante do 32º Batalhão da PM.

A Secretaria de Educação de Indaial cancelou as aulas na unidade nesta segunda e avalia a suspensão nos próximos dias.

Com informações do g1 SC

Notícias Relacionadas

Chuva intensa em SC: Defesa Civil alerta para risco de alagamentos nos próximos 5 dias

A previsão de chuva forte e persistente nos próximos dias afeta principalmente as áreas litorâneas de Santa Catarina

Corredor Ecológico da Serra Geral pode afetar prática agrícola na região

Alerta foi feito pelo advogado e geógrafo Eduardo Bastos Moreira Lima.

Integrantes de organização criminosa são presos por mutilar brutalmente os dedos de uma mulher em Tubarão

A agressão, que foi filmada pelos criminosos, foi motivada por dívida de drogas.

Corpo de Bombeiros de Lauro Müller combate incêndio em caminhão

Havia outros caminhões próximos e, felizmente, colaboradores da empresa conseguiram controlar as chamas até a chegada dos profissionais